Kylie Jenner lança álcool em gel e é acusada de querer lucrar com pandemia

O produto foi adicionado ao portfólio da Kylie Skin no começo deste ano

Por Da Redação Atualizado em 13 jan 2021, 10h39 - Publicado em 13 jan 2021, 10h15

No início deste mês, a marca de skincare da Kylie Jenner, a Kylie Skin, lançou o seu próprio álcool em gel e vem causando polêmica desde então.

Com a pandemia do coronavírus e a necessidade constante de higienizar as mãos como forma de evitar o contágio com o vírus, o álcool em gel virou praticamente um item de necessidade básica que nos acompanha durante todos os momentos do dia. Por conta disso, muita gente está acusando a empresária de tentar lucrar com a tragédia atual.

View this post on Instagram

A post shared by Kylie Skin by Kylie Jenner (@kylieskin)

Outro ponto que também gerou controversa é o valor do álcool em gel, que custa US$ 7 (cerca de R$ 37), um preço que, segundo os internautas, está acima dos outros produtos similares. O cosmético já está à venda nos Estados Unidos e vem na embalagem rosa clara que é marca registrada da Kylie Skin.

“Eu amo como Kylie Jenner está fazendo álcool em gel de luxo e lucrando com uma pandemia mundial”, escreveu uma pessoa no Twitter.

“Não acredito que Kylie Jenner está vendendo álcool em gel acima do preço no meio de uma pandemia”, criticou outro.

Apesar das críticas, muitas pessoas também saíram em defesa da empresária e relembraram que, em abril, ela doou 6 mil unidades de álcool em gel para trabalhadores da saúde e também US$ 1 milhão para o combate do coronavírus.

Continua após a publicidade

“Kylie doou várias unidades de álcool em gel para o hospital em que eu trabalho quando a pandemia começou. Eles foram muito úteis quando todo mundo estava acumulando o produto. Obrigada, Kylie”, compartilhou uma profissional da saúde no Twitter.

Durante o início da pandemia, outra profissional da saúde também agradeceu à doação de Kylie: “Tão maravilhoso. Kylie Skin doou mais de 6 mil unidades de álcool em gel para nós. No momento, nós estamos com a falta de álcool em gel para os nossos heróis da saúde. Obrigada Kylie Jenner e Kris Jenner por sua generosa doação.”

“Eu não acho que há nada de errado com a Kylie vender álcool em gel. Então os fabricantes de máscara também estão ‘lucrando com a pandemia’?”, defendeu um internauta.

Vale dizer que a marca de Kylie não foi a única a adicionar álcool em gel em seu portfólio de produtos durante a pandemia. Diversas empresas de cosméticos ao redor do mundo também lançaram o item e em diferentes faixas de preço.

O que você acha dessa história?

Continua após a publicidade
Publicidade