Continua após publicidade

Dúvidas sobre o absorvente interno

Nós te damos mais de uma razão pra você experimentar um absorvente interno

Por Da Redação Atualizado em 24 ago 2016, 23h55 - Publicado em 17 dez 2015, 19h15

Novidade boa: a Intimus lançou uma linha de absorventes internos. Nas versões mini, média e super e com embalados coloridas, ele entra na gôndola do supermercado ao lado do ob (o clássico da cordinha azul que, no Brasil, empresta o nome à categoria) e ao Tampax (o primeiro absorvente interno do mundo, criado nos Estados Unidos na década de 30).

Quem sabe agora você não perde o medo e, finalmente, experimentar essa maravilha da tecnologia que faz sua menstruação passar sem cheiro, sem sujeira e sem desconforto? Pode parecer complicado, mas, acredite, é tudo uma questão de prática.¿

Mitos sobre absorvente interno

Ele não vai se perder no seu corpo

Até porque ele não teria pra onde ir. A entrada do colo do útero é menor do que a ponta de um palito de fósforo (ela só se abre na hora do parto).

Continua após a publicidade

Não dói

Ele fica no segundo terço da vagina, onde ele se encaixa, há poucas terminações nervosas.

Ele não escorrega

Uma musculatura que envolve todos os órgãos pélvicos fecha com força a entrada da vagina. Assim, não tem como o absorvente sair do lugar.

Continua após a publicidade

A cordinha não arrebenta

O cordão é costurado e preso antes de o absorvente ser prensado. Para garantir, as empresas fazem diversos testes antes de liberar o produto.

Ele não tira a virgindade

Um absorvente pequeno tem cerca de 4 cm de altura por 1 cm de diâmetro. Em comparação com um pênis ereto (15 cm x 4 cm), não é quase nada.

Publicidade