Acne: mitos e verdades esclarecidos sobre o tema

Todo adolescente tem acne? Bom, a maioria – mas é possível, e até mesmo necessário, tratar cravos e espinhas o quanto antes para preservar a saúde da pele

Por Abril Branded Content Atualizado em 28 set 2021, 18h43 - Publicado em 28 set 2021, 17h00

Cravos e espinhas que surgem em determinados momentos da adolescência, ou que estão ali com frequência é um problema comum entre garotas e garotos. Geralmente, estão no rosto, mas também podem aparecer nas costas, colo e ombros. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, a acne atinge cerca de 80% dos adolescentes, entre 11 e 20 anos de idade. Mas, apesar de ser muito comum nessa faixa etária, ela não deve ser ignorada – e, quanto antes se iniciar um tratamento, mais rápida pode ser a resposta da sua pele.

Acne é o nome dado por dermatologistas para cravos e espinhas que surgem após um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebáceos. A explicação, apesar de ser técnica, você já conhece, né? Ela é comum nessa fase, pois é quando os hormônios sexuais começam a ser produzidos – e são eles um dos principais responsáveis pelas alterações das características da pele.

Além do incômodo, já que muitas vezes as lesões são doloridas, a acne pode interferir na autoestima. Podemos dividi-la em dois grupos: em não-inflamatória ou grau I (quando a predominância é dos cravos) e a acne inflamatória, que pode chegar aos graus II, III e IV (quando temos formação de pus e até cicatrizes). Por isso, a aparência – estética mesmo – causada por espinhas e cravos pode gerar insegurança e, consequentemente, atingir também o lado psicológico.

Mas, acne tem tratamento! O assunto é cercado por muitos tabus – mitos e verdades considerados absolutos por muita gente, quando na verdade não é bem assim. Muitas vezes é necessária a visita a um dermatologista para que ele indique tratamentos mais específicos, dependendo do seu caso, mas geralmente três passos simples e contínuos podem ser suficientes para controlar os cravos e espinhas: limpar, hidratar e tratar!

Limpar, mas sem exageros

O primeiro passo para controlar a oleosidade da pele e, consequentemente, a acne, é a limpeza. Porém, nada de exageros! É um mito acreditar que quanto mais se limpa, menos acne se tem, pelo contrário – este excesso de limpeza pode acarretar o chamado efeito rebote, sabe? A prevenção e o tratamento da acne começam com uma higiene adequada para a pele com um produto específico, como o Sabonete Líquido Dermotivin® Benzac Oil Control que foi desenvolvido especialmente para a pele acneica.

Os agentes refrescantes da sua composição e o efeito adstringente que ele proporciona, eliminam o excesso de brilho e oleosidade, deixando uma sensação de frescor na pele. O indicado é usar duas vezes ao dia, pela manhã e à noite, por exemplo, aplicando sobre o rosto e pescoço umedecidos em suaves movimentos circulares.

Tem que hidratar, sim!

Um dos maiores mitos que envolvem este tema é que pele oleosa não precisa ser hidratada, pois acredita-se que a oleosidade é um sinônimo de hidratação. Mas, isto não é real! É necessário sim hidratar a pele oleosa e acneica, mas, deve-se usar um produto específico para atender as necessidades dela.  Hidratantes matificantes são ótimos para controlar o excesso de óleo e produção de sebo. Eles reduzem os poros, onde substâncias se acumulam e facilitam a inflamação da pele. O Dermotivin® Benzac Oil Control Hidratante Matificante hidrata a pele por 24 horas e reduz a oleosidade por 12 horas. Otimizar o tempo? Gostamos!

Além disso, ele pode ser usado como primer antes da maquiagem para melhor fixação, e antes do protetor solar (que também é obrigatório usar todos os dias, viu?). Aplique o produto generosamente na pele limpa, pela manhã e à noite. Mas não se esqueça de conversar com seu dermatologista para melhor orientação.

Segure a ansiedade e não mexa!

Continua após a publicidade

É difícil, a gente sabe! Porém, não cutucar ou espremer deve ser uma verdade absoluta para quem tem cravos e espinhas. Isso porque as lesões podem piorar quando há contato com os dedos, podendo levar à infecção, inflamação e até mesmo cicatrizes, que podem ficar ali para sempre!

O chocolate não é o grande vilão

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia¹, a acne tem forte componente genético e não está relacionada diretamente com a alimentação. Apesar dos tabus, não é uma dieta restrita que vai fazer você se livrar dos cravos e espinhas, mas nada de exageros, né?

A acne pode se agravar a partir de diversos fatores, como o ciclo menstrual, exposição exagerada ao sol, uso de certos medicamentos com corticoides e até mesmo a ansiedade. Por isso, o tratamento contínuo é muito importante para o controle.

É preciso tratar

Cair naquela conversa de que “todo adolescente tem espinha” já não é mais aconselhado e até considerado cringe. Sim, espinhas são comuns nessa fase, mas elas podem ser controladas.

O Dermotivin® Benzac Gel de Tratamento Anti-Acne contém peróxido de benzoíla a 5% para o tratamento da acne. Consulte sempre seu dermatologista!

Agora você já sabe que é possível reduzir e controlar a acne de forma simples e em três passos: limpar, hidratar e tratar! Se ainda estiver com alguma dúvida, não deixe de agendar uma consulta com seu dermatologista!

DERMOTIVIN BENZAC 5% (peróxido de benzoíla) é indicado para o tratamento tópico da acne. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. DERMOTIVIN® 5% É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA (Rotulagem). MEDICAMENTO DE NOTIFICAÇÃO SIMPLIFICADA RDC N° 199/2006. AFE N° 1.02916.7

¹Doenças e problemas: acne. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/acne/23/. Acesso em: 23 jun. 2021.

² Kim MR, Kerrouche N. Combination of benzoyl peroxide 5% gel with liquid cleanser and moisturizer SPF 30 in acne treatment results in high levels of subject satisfaction, good adherence and favorable tolerability. J Dermatolog Treat. 2018 Feb;29(1):49-54.

³ Yang Z, Zhang Y, Lazic Mosler E, Hu J, Li H, Zhang Y, Liu J, Zhang Q. Topical benzoyl peroxide for acne. Cochrane Database Syst Rev. 2020 Mar 16;3(3):CD011154.

Continua após a publicidade
Publicidade