Aluna protesta contra padrão de vestimenta das escolas: ‘Injusto’

'O código de vestimenta foi feito para meninas e meninos, mas as únicas pessoas que já foram pegas por violação foram meninas.'

Vira e mexe sai alguma notícia sobre uma aluna que foi advertida ou até suspensa por estar usando uma roupa “imprópria” na escola, principalmente em alguns estados bastante conservadores dos Estados Unidos. A história se repete: ombros, pernas, barrigas e quaisquer outras partes do corpo parecem distrair tanto os meninos a ponto de eles não prestarem mais atenção nas aulas. Sério isso, gente?! Também indignada com todo esse discurso machista, Tori DiPaolo, estudante da West Milford High School, em Nova Jersey, resolveu protestar na época de sua formatura.

A graduanda aproveitou seu espaço no yearbook (um livro anual com a foto todos os alunos) para fazer um pequeno protesto em relação a essas restrições. Na frase que está logo abaixo de sua fotografia, em que aparece com uma blusa que deixa os ombros à mostra, Tori escreveu: “Me desculpe, meus ombros te distraíram de ler esta frase?”.

Na escola dela, por exemplo, é proibido usar tops de alcinha, croppeds, shorts ou blusas que mostrem o peitoral e/ou o estômago – só que Tori aponta uma questão muito importante sobre isso à Teen Vogue: “O código de vestimenta foi feito para meninas e meninos, mas as únicas pessoas que já foram pegas por violação foram meninas. Então, acho muito injusto e sexista” – ainda mais quando se trata dos ombros. O-M-B-R-O-S!

Estudante usa yearbook para protestar contra código de vestimenta

(Reprodução/Reprodução)

Com a frase escolhida para o yearbook, a intenção da estudante é justamente chamar a atenção para o fato de tantas meninas estarem perdendo aula simplesmente porque os outros as objetificam. “Enquanto eu acho que é importante se vestir propriamente, nós deveríamos nos vestir como nos sentimos confortáveis”, ela explica, dizendo que se um menino pode andar por aí de regata mostrando os músculos, as meninas também deveriam poder usar uma regatinha sem problemas. Por que, afinal, não faz sentido a mesma peça para eles ser normal e para elas, errado.

Talvez já tenha passado da hora de reverem os códigos de vestimenta datados de 1800, não? O que vocês acham?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Priscilla Rogenski

    Eu particularmente tenho outra visão da situação. Se não querem ser prejudicadas, sendo suspensas ou levarem advertências se vistam de forma correta de acordo com as normas da escola. Que eu saiba o ambiente escolar, é um lugar de estudos, e não de exibir-se com roupas que não condizem com o ambiente, e isso não tem nada a ver com machismo, mas sim com bom senso. Não querem ser suspensas não usem roupa curto, andem de acordo com as normas da escola , se elas estivessem fazendo isso certamente esse transtorno não ocorreria. E qual o problema de usar as roupas da escola ? Pra mim se elas quiserem usar roupa curta, vão usar na rua que é publica. Escola é lugar de estudar e não um desfile de moda !

    Curtir

    1. Deborah Torres

      enquanto isso , crianças na africa não tem escolas nem alimentos , mas enfim estão preocupados de mais querendo fazer de escola são paulo fashion week

      Curtir

  2. Olá pessoal. Deem uma passadinha no meu canal para conferir. Ele é novo e estou só no comecinho ainda, mas vai que você se identifica um pouquinho comigo ♥

    Venha conferir o DE PORTAS ABERTAS. Eu estou aqui, só esperando você entrar e se sentar.

    Curtir