Mulher relata que foi espancada em famosa casa de shows de São Paulo

"Encobertaram o agressor, deixaram ele sair impune e sem qualquer responsabilidade pelo que fez", acusou a vítima.

A vendedora Tatiany Arci, de 31 anos, relatou ter sido espancada no Villa Country, famosa casa de show em São Paulo, no último domingo, 4. A moça fez um boletim de ocorrência no 91º Distrito Policial. O caso foi registrado como lesão corporal e furto.

 (Reprodução/Reprodução)

No Facebook, Tatiany contou que não costuma frequentar a balada mas foi comemorar o aniversário de um amigo. O ambiente parecia “agradável e seguro”, mas, quando estava indo embora, notou que havia esquecido o casaco na mesa em que estava. Ao voltar até o local para procurar a peça, foi abordada por um homem, que a espancou. “Quando comecei a procurar nas mesas próximas [a blusa], senti puxarem meu cabelo. Quando me virei, uma mulher segurava meu cabelo e seu acompanhante, um monstro, covardemente acertou um murro no meu rosto, momento em que caí. Me levantei e ele me deu outro murro. Caí de novo, desacordada“, disse.

 

“Completamente ensanguentada e inconsciente”, a paulistana foi levada à enfermaria. Depois de um tempo, ela acordou e notou que seu namorado estava lá. “Quando ele entrou no ambulatório e me viu desfigurada, entrou em choque e pediu para acharem o responsável pela agressão. O chefe de segurança, um tal de Marquinhos, chegou espancando ele e nos colocando para fora a ponta pés, como se fôssemos lixos. Em momento algum a casa prestou socorro, em momento algum chamaram uma ambulância para me levarem ao hospital (tive que ligar para o meu pai). Não tinha uma viatura de policia, um segurança que de fato prezasse pelo real significado da palavra segurança e cumprisse seu papel dignamente. Encobertaram o agressor, deixaram ele sair impune e sem qualquer responsabilidade pelo que fez, tentaram me induzir ao erro alegando que o agressor era uma mulher”, relatou.

 (Reprodução/Reprodução)

A mulher de 31 anos quer que a justiça seja feita. Ela deseja encontrar o agressor e quer que ele pague pelo que fez. Até agora, ela não sabe por quais motivos foi agredida. Em nota oficial, o Villa Country disse que “a casa lamenta e repudia qualquer tipo de agressão e desrespeito. Estamos totalmente à disposição da Srta. Tatiany Arcy e empenhados colaborando com as autoridades competentes para esclarecimentos dos fatos(…) O Villa Country lamenta o ocorrido, e reforça o repúdio a qualquer tipo de agressão e desrespeito“.

Veja mais imagens que a vítima compartilhou nas redes sociais:

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s