Em novo projeto, Luan Santana traz para o Sofazinho debate sobre machismo

Em entrevista para a CH, Luan falou sobre música com Simone & Simaria: "Vai chamar a atenção por causa do título e as pessoas vão procurar ver o que é"

Na última sexta-feira, 14, Luan Santana liberou nas plataformas digitais seu mais novo trabalho, o EP do projeto Live-Móvel, que leva música para todos os cantinhos do Brasil, inclusive para aqueles mais afastados, que abrigam pessoas que nunca haviam assistido a um show antes na vida. Durante evento no escritório do Google, em São Paulo, o cantor falou mais sobre a novidade. “Eu tive ideia de levar músicas para pessoas que não tinham condições de ver um show meu“, explicou Luan.

 (Reprodução/Reprodução)

Com seu caminhão superequipado, que se transforma em um palco e solta até fogos de artifício, o cantor se apresentou, por exemplo, em Piranhas, um município em Alagoas com pouco mais de 25 mil habitantes. Luan, que está acostumado a se apresentar em São Paulo, município com mais de 12 milhões de habitantes, também se apresentou em uma cidadezinha com cerca de 100 habitantes. Por lá, não existe energia elétrica e o músico não foi recebido por fãs cheias de Adrenalina que sabiam tudo sobre ele – inclusive o RG.

Durante o pocket show fechado que rolou no evento no Google, o cantor se emocionou ao lembrar da experiência de tocar para pessoas que estavam vendo um show pela primeira vez. Tudo foi documentado e vídeos serão postados no YouTube do cantor, mostrando os bastidores e a reação do público.

Se muitas dessas pessoas não sabiam quem era Luan Santana, não faziam nem ideia de que algo bastante esperado pela maioria dos fãs de música sertaneja aconteceu nesse EP: uma parceria entre o gurizinho e a dupla Jorge & Mateus. “Nós surgimos praticamente na mesma época, mas agora era o momento certo”, disse o cantor. Depois de mais de 10 anos de carreira, Luan, Jorge e Mateus se juntaram em Sofazinho, música que é um hit certo!

Aliás, essa é uma das especialidades do guri natural de Mato Grosso do Sul. Aos 27 anos, Santana é uma fábrica de sucessos e alguns ousam dizer que tudo que ele toca vira ouro. Não sabemos se existe alguma fórmula para isso acontecer, mas em Live-Móvel Luan continua misturando “romance com safadeza”. As baladas românticas, como Boa Memória (a música mais linda, em nossa opinião), são mescladas com músicas mais apimentadas, como Vingança, uma parceria com MC Kekel.

Aliás, outro feat. bastante esperado aconteceu. Junto com Simone & Simaria, Luan canta Machista, uma canção que pode atrair olhares desconfiados de início por causa do título. “A gente vive um momento de empoderamento feminino muito forte. Já retratei isso no último trabalho, o 1977, e quis chamar a atenção de novo agora. O cara perde a mulher por puro machismo. Então, eu quis chamar realmente a música de Machista“, revelou Luan em entrevista exclusiva para a CAPRICHO. Mas será que ele não tem medo de ser mal interpretado? “As pessoas vão entender. Eu falo sobre o machismo de uma forma negativa. Vai chamar a atenção de início por causa do título e as pessoas vão procurar ver o que é. E eu acho que a gente só tem a ganhar com isso, porque mais pessoas vão ouvir e vão ver que o machismo realmente é ruim“, argumenta.

É de conhecimento de todos que o machismo faz mais vítimas em cidades do interior, onde a cultura ainda é bastante patriarcal e a informação chega com mais dificuldade – ou não chega. Talvez essa não tenha sido a ideia principal de Luan, mas com certeza ele vai trazer com sua música uma discussão bastante válida sobre o assunto para os sofazinhos de tantos lares que nunca nem pensarem no assunto

Na faixa Menina, outro debate é trazido à tona: “É uma pena ter que ser assim escondido. Nosso amor tão puro está correndo perigo só porque não sou da sua classe social”, diz trecho da música. Quando questionado pela CAPRICHO sobre a importância de ele, uma figura pública, opinar sobre assuntos como machismo e desigualdade social, Luan respondeu que acha superválido quem se propõe a debater esse tipo de coisa e que esses exemplos citados, infelizmente, ainda retratam o dia a dia de tantas pessoas.

Não faz tanto tempo assim que Luan Santana estreou sua turnê mais recente, a X, em comemoração aos 10 anos de carreira. Mas ele parece não parar! Agora, o projeto Live-Móvel se junta ao antigo e a turnê passa a se chamar Live-Móvel X. Uma coisa, contudo, complementa a outra: “Eu acho que tudo tem que conversar. As pessoas estão consumindo de forma muito rápida, mas querem qualidade também.”, garantiu o cantor, que transforma tantas realidades com sua música. Às vezes, bem mais do que imagina…

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s