Caso Baker: Jovem se mata e deixa fitas gravadas para os amigos

Muito, muito triste! :(

Até que ponto a vida imita a arte e a arte imita a vida? Franco Alonso Lazo Medrano, de 23 anos, se suicidou na última segunda-feira, 5, no distrito de Cayma, no Peru. De acordo com os peritos da investigação, o jovem deixou fitas gravadas para os supostos “culpados” pela sua morte, assim como a personagem Hannah Baker (Katherine Langford) faz em 13 Reasons Why.

Caso Baker: Jovem se mata e deixa fitas gravadas para os amigos

(Reprodução/Reprodução)

De acordo com o perito Humberto Flores Cáceres, Franco se jogou da janela do seu apartamento no quarto andar de um prédio e chegou ainda vivo ao hospital, mas logo foi declarado como morto. Uma das fitas gravadas estava endereçada a Claudia, garota de quem supostamente o futuro engenheiro industrial gostava. O sentimento, contudo, não era recíproco.

O coração partida não foi a causa da morte, mas a do suicídio, segundo informações da publicação peruana Diario Clarín. Franco teria assistido recentemente ao seriado da Netflix e claramente se inspirado em Hannah Baker para arquitetar seu plano final. Essa é, inclusive, uma das principais discussões sobre a série: até que ponto ela pode funcionar como um estopim para quem enfrenta problemas psicológicos?

Caso Baker: Jovem se mata e deixa fitas gravadas para os amigos

(Reprodução/Reprodução)

O futuro engenheiro estava em frente à mãe quando se matou. A mulher assistiu a tudo sem poder fazer nada. Foi tudo muito rápido, de acordo com ela. As investigações descartam envolvimentos de terceiros na morte do estudante da Universidade San Pablo. Na época em que o seriado foi lançado, uma reportagem do Diario Clarín questionou o fato de a trama causar mais malefícios que benefícios à saúde de quem assiste.

Com a segunda temporada confirmada, a discussão sobre 13 Reasons Why parece estar longe de terminar. Será que a série realmente é um estopim para jovens que já tenham problemas psicológicos e pode inspirá-los a cometerem suicídio ou não? Será que o caso de Franco foi apenas uma coincidência?

 

+ Leia mais: ‘Faltou em 13 Reasons Why olhar para as Hannahs da vida real’

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Thiago Soubra

    Sla, eu me inspirei…

    Curtir

    1. Não se inspire! Procure ajuda, alguém pra conversar, sua vida tem um grande valor! Jesus te ama, nunca se esqueça disso. 🙏❤

      Curtir

  2. Ricardo Ricarte

    As pessoas que assistem e gostam da série não tem que aguentar essas pessoas dizendo que a mesma incentiva ao suicídio. Isso irrita mano!
    Se os pais vêem que seus filhos passam por problemas psicológicos deviam estar atentos ao que seus filhos assistem.

    Curtir

  3. Uma pessoa que decide que quer se matar ,vai se matar ,e não,a culpa não é de uma série,pessoas tem problemas e o importante é conscientizar as pessoas que elas tem mais opções ,que alguém se importa com elas. A série surgiu com o intuito de mostrar aos praticantes de bullying o quão forte é o efeito das palavras e que mesmo que pareça brincadeira magoa muito as pessoas… Em quanto sites de ”jovens” promovem e idealizam padrões de beleza inalcançáveis deixando adolescentes cada vez mais inseguras de sí,alguém criou uma série baseada em um livro incrível que alerta a sociedade que o bullying é real e existe.então em vez de as pessoas falarem que uma série sobre bullying está incentivando o bullying ,deviam criar mais formas de conscientização e ajuda aos jovens.

    Curtir