Selena Gomez relembra looks antigos e tem a melhor reação: “Vergonhoso”

A cantora também revelou que Taylor Swift era um de seus maiores ícones fashion

Por Sofia Duarte Atualizado em 9 jun 2021, 13h34 - Publicado em 9 jun 2021, 13h30
Ao centro, modelo usa cropped azul de manga comprida. Ela está com uma das mãos na cintura, sorrindo. De um lado, a frase
Marisa/Divulgação

Já faz muitos anos que acompanhamos a carreira de Selena Gomez e também a mudança do seu estilo desde a época da Disney até hoje. Com a proposta de revisitar essas transformações fashion, a cantora fez um vídeo para a Vogue americana comentando seus looks antigos, e a gente amou relembrar cada um deles!

O primeiro que aparece no vídeo é de 2007, ano em que Sel estrelou como Alex na série Os Feiticeiros de Waverly Place, do Disney Channel. E a reação dela foi a melhor possível!

Ai, é ruim, muito ruim! Eu achava que eu era tão descolada, é muito vergonhoso! Mas, em minha defesa, estava na vibe do Paramore, da Ashlee Simpson, e eu não vou me desculpar por essa fase da minha vida. Eu apenas não quero vê-la de novo”, disse. Quem nunca se sentiu assim após analisar um look antigo, né? A gente se identifica! Hahaha.

Naquela idade, eu realmente me vestia sozinha e fazia a minha própria maquiagem, o que dá para notar na foto. Eu me sentia descolada e eu não tinha muitas coisas luxuosas ao meu redor, e eu achava que isso me deixava mais ousada também. Eu não sabia o que eu estava fazendo!”, acrescentou.

Depois, a atriz revê seu figurino no clipe de Love You Like a Love Song e conta que essa ainda é uma de suas músicas favoritas. Ela ainda revela que Taylor Swift era uma de suas maiores inspirações na época! A amizade do pop que a gente ama! <3

“Para ser honesta, quando eu era mais nova, a Taylor [Swift] me inspirava bastante quando se tratava de roupas e looks para usar nos palcos.”

Já no MTV Video Music Awards de 2013, Selena Gomez causou impacto com um vestido maravilhoso da Versace. “Eu amava esse vestido. Eu me lembro de me sentir, pela primeira vez, como uma mulher. Eu me lembro de experimentar esse vestido, e a primeira coisa que o meu stylist disse foi: ‘Isso é sexy demais?’ E eu não tinha dúvidas na minha cabeça. Eu disse que o vestido não era sobre ser sexy. O vestido é um statement. Pensei que me sentiria carregando uma obra de arte da Versace em um tapete vermelho. Então, essa foi uma das primeiras vezes que eu fiquei tipo: ‘Legal, estou me sentido bem!'”

Continua após a publicidade

No MET Gala de 2015, o escolhido foi um vestido branco da Vera Wang. “O meu peso estava oscilando bastante. E eu me lembro especificamente dessa noite. Eu não me sentia bem com o meu corpo. Então, o que foi incrível é que eu tive a chance de usar um vestido que servisse no meu corpo. Eu tive um belo momento usando esse vestido. Acho que nos unimos e criamos algo muito bonito e algo que ficava bom em mim. Aquele foi um dos momentos em que eu pensei: ‘Eu não preciso mais ter aquele corpo de 19 anos, porque eu não tenho 19 anos.’

  • Para o baile de 2016, Selena apostou em uma pegada anos 90 com um visual Louis Vuitton. “Esse provavelmente está no top 5 de meus looks favoritos. É essa simplicidade com um toque ousado que o faz ser incrível. O slip dress ficou bem anos 90, tem o top em couro, e a bota era tão diferente do salto alto comum, mas adicionava um grunge e era muito confortável. É um dos meus looks favoritos porque era fashionista, eu precisava de um momento próprio, mas não era nada exagerado.”

    Ainda no mesmo ano, rolou a Revival Tour, com um look de abertura de show que foi inspirado em Toxic, da Britney Spears. “É muito difícil fazer uma turnê quando você é uma mulher, porque você sofre uma pressão de ter que usar vários looks diferentes, e você quer que eles chamem a atenção, mas precisam ser confortáveis para dançar e performar. Ainda tenho esse look. Eu visto e danço com ele? Às vezes.”

    No American Music Awards de 2016, a cantora estava toda elegante de Prada. “O motivo pelo qual esse é provavelmente o meu look favorito de todos que já usei é porque eu dei uma pausa da loucura que eu estava vivendo. Queria me sentir como a Audrey Hepburn. Simples. Minha maquiagem não é exagerada, apenas um acessório. Quando eu coloquei o vestido, falei: ‘Estou pronta para ser eu mesma.‘”

    Em 2019, na première do filme The Dead Don’t Die, ela escolheu um modelo soltinho da marca Céline. “Esse também foi um momento da minha vida em que o meu peso estava oscilando. Então, eu sou muito honesta com a minha equipe, e não queria usar nada apertado”, explicou.

    Assista ao vídeo completo abaixo:

    Continua após a publicidade
    Publicidade