Os momentos e desfiles emocionantes que marcaram a SPFW N53

Representatividade, política e conscientização sobre uma doença rara apareceram nas passarelas do evento

Por Adrieny Magalhães Atualizado em 7 jun 2022, 12h44 - Publicado em 7 jun 2022, 13h00

Na última semana, prestigiamos mais uma edição da São Paulo Fashion Week, que contou com a presença de marcas que estão fazendo história na moda nacional. Vimos muita representatividade, posicionamentos políticos e originalidade. E, para você ficar por dentro e relembrar essa edição, fizemos um compilado de alguns dos acontecimentos mais marcantes da SPFW 53. Vem com a gente!

Ponto Firme

O Projeto Ponto Firme, que tem como principal propósito ajudar na capacitação de pessoas em vulnerabilidade social, como ex-detentos, imigrantes, pessoas transgênero e outros, emocionou o público com um casting inclusivo e uma trilha sonora incrível. A coleção deu foco ao crochê manual, que é característico do projeto, além do upcycling.

Desfile Ponto Firme na São Paulo Fashion Week 53
Desfile Ponto Firme SPFW53 Allison Sales/Senac/Reprodução

Assista ao desfile completo:

Meninos Rei

Os irmãos Júnior e Céu Rocha voltaram para a SPFW na quinta-feira (2) como parte do Projeto Sankofa e sem perder a identidade das criações cheias de estampas africanas e modelagens com caimentos incríveis – que foram apresentadas na estreia da marca no ano passado.

Meninos Rei foi motivo de muita aclamação pela parte do público, especialmente pelo posicionamento político da marca que, durante o desfile, fez denúncias de racismo, genocídio negro e a mostrou a frase “Fora Bolsonaro” nas passarelas.

View this post on Instagram

A post shared by Mídia NINJA (@midianinja)

O casting também foi superespecial e contaram com nomes como Tia Má, Aline Wirley e a professora e ex-BBB Jessilane Alves.

View this post on Instagram

A post shared by Jessi Alves (@jessilane)

Assista ao desfile completo aqui:

João Pimenta

Na sexta-feira (3), o estilista mineiro João Pimenta realizou uma apresentação de tirar o fôlego. Com visuais pretos monocromáticos e um casting composto apenas por modelos negros, João retratou o luto em suas peças usando o poema “A Flor e a Náusea”, de Carlos Drummond de Andrade, como inspiração.

Apesar da cor única, ele conseguiu ganhar o público com as diferentes texturas, modelagens e caimentos das peças.

Walério Araújo

Para encerrar a sexta-feira, Walério Araújo utilizou seu espaço na SPFW 53 para conscientizar o público sobre uma doença rara chamada Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP), com o objetivo de chamar a atenção para a doença de difícil diagnóstico e mostrar que a moda pode ser inclusiva e palco de grandes transformações.

Continua após a publicidade

Desfile SPFW Walerio Araujo
Desfile SPFW Walerio Araujo Hudson Cavalcanti/Reprodução

O estilista convidou pacientes com HAP para desfilarem com seus looks na passarela, que contaram com a inspiração de um borboleta azul, símbolo da campanha A Vida Merece Um Fôlego.

A publicitária mineira Laura França foi uma das pacientes que desfilaram para a marca e falou à CAPRICHO sobre a experiência. “Foi uma oportunidade maravilhosa. Eu sempre acompanhei a SPFW pelas redes sociais e estar presente é a realização de um sonho. Não só pelo desfile, mas por poder acompanhar os bastidores e ver de perto como tudo funciona e ainda apoiar a causa da HAP”, conta. Laura também destaca a importância de trazer visibilidade para uma doença tão rara para que os pacientes sejam vistos como pessoas que merecem respeito e precisam de ajuda na luta diária por um pouco mais de fôlego.

LED

No último dia de desfiles, foi a vez de Célio Dias mostrar suas criações no Komplexo Tempo, na zona leste de São Paulo. O desfile da grife LED também chamou a atenção pelo evidente posicionamento político do estilista, que abriu uma toalha do ex-presidente Lula no encerramento do desfile.

View this post on Instagram

A post shared by Mídia NINJA (@midianinja)

Além disso, o evento marcou a estreia da historiadora trans Giovanna Heliodoro nas passarelas da São Paulo Fashion Week, momento que a CAPRICHO acompanhou de perto nos bastidores.

A etiqueta foi mais uma que apostou na presença de ex-BBBs na passarela, como Gil do Vigor, Mari Gonzalez e Lumena.

View this post on Instagram

A post shared by GIL DO VIGOR (@gildovigor)

View this post on Instagram

A post shared by Mari Gonzalez (@marigonzalez)

View this post on Instagram

A post shared by Lumena Aleluia (@lumena.aleluia)

O desfile completo você confere aqui:

Isaac Silva

Para finalizar, Isaac Silva preparou um desfile que representou um ato final emocionante da SPFW N53. A coleção do estilista foi uma grande homanagem ao ícone dos anos 1990 Marcia Pantera.

O desfile contou com travestis, transexuais e drag queens e com uma perfomance ao som de hits de boate e ainda contemplou artistas que fazem shows pelas casas de São Paulo, como Bianca DellaFancy e Silvetty Montilla.

View this post on Instagram

A post shared by BIANCA DELLAFANCY (@biancadellafancy)

E aí, qual foi o seu momento preferido dessa edição da São Paulo Fashion Week?

Continua após a publicidade

Publicidade