Em desfile, Dior substitui chokers e colares por … tatuagens!

Na Semana de Alta-Costura, os acessórios temporários traziam mensagens sobre o amor

Por Isabella Massoud 23 jan 2018, 16h26
Promoção CAPRICHO Volta às Aulas 2018
Divulgação/CAPRICHO

Desde ontem (22/01) até o dia 25/01, está rolando a Semana de Alta-Costura, em Paris. Além dos vestidos luxuosos e exclusivos, vale ficar de olho nas tendências de acessórios e sapatos. A Dior é uma das primeiras grifes a desfilar e a estilista Maria Grazia Chiuri sempre traz detalhes fashionistas e com mensagens empoderadas para suas coleções. Dessa vez, ela trocou chokers e colares por tatuagens temporárias sobre o amor.

dior-alta-costura-2017X2018
Em 2017 muitas chokers, em 2018… tatuagens! Catwalking/Getty Images

O tema do desfile, que aconteceu ontem, foi inspirado no surrealismo, ou seja, muitos vestidos criaram uma ~ilusão de ótica~. Estampas em xadrez gigante, preto e branco, e um cenário cheio de olhos, narizes e bocas grandões. Os acessórios vieram de um jeito diferente: além das máscaras, tatuagens temporárias ao redor do pescoço das modelos, com frases de um dos mestres desse movimento, André Breton: “O imaginário é o que tende a tornar-se real”.

tatuagens-desfile-dior-alta-costura
“l’imaginaire c’est ce qui tend à devenir réel” (“O imaginário é o que tende a tornar-se real“) Catwalking/Getty Images
  • “O amor está sempre diante de você, ame”. 

    Christian Dior : Runway - Paris Fashion Week - Haute Couture Spring Summer 2018
    “L’amour est toujours devant vous. Aimez.” (O amor está sempre diante de você, ame). Pascal Le Segretain/Getty Images

    “No começo não é uma questão de compreender, mas de amar” .

    tatuagens-desfile-dior-alta-costura
    “Au départ il ne s’agit pas de comprendre mais bien d’aimer” (“No começo não é uma questão de compreender, mas de amar“). Catwalking/Getty Images

    Desde que Maria Grazia Chiuri entrou na Dior, a marca está mostrando que apoia causas feministas. Lembra da camiseta com os dizeres “We all should be feminists”? (Nós todas deveríamos ser feministas”). Depois que a peça apareceu no desfile, a ela virou febre no street style e surgiram vários outros modelos com inspiração Girl Power. E agora temos essa tendência da tattoo.

    Será que a moda pega?

    Continua após a publicidade
    Publicidade