Você quer baile, @? Bruno Mars é o astro que você respeita em SP

Depois de cinco anos, Bruno Mars voltou à capital paulista para show de 1h30 de sua 24K Magic World Tour

 (Florent Dechard/Divulgação)

“São Paulo, fazia tempo que a gente queria voltar pra cá!”. E fazia tempo que a gente queria ver Bruno Mars novamente tocando no Brasil. Depois de shows no Rio de Janeiro, os paulistas puderam ver de perto a 24K Magic World Tour, que colocou o Estádio do Morumbi, em São Paulo, para dançar muito!

Bruno Mars é um artista completo. E não é pra menos, quem conhece a carreira do cantor havaiano sabe que ele se apresenta desde os 4 anos, quando era um cover mirim de Elvis Presley. Esse domínio do palco ainda ganha o reforço de sua banda, os incríveis Hooligans. Fogos de artifício, que apareciam em quase TODAS as músicas, também ajudaram a compôr o clima. Mas, a cada explosão, só dava pra pensar uma coisa: coitado do baterista, deve ter saído surdo do show!

 (Florent Dechard/Divulgação)

Seguindo a tradição de um crooner clássico, uma cortina branca com projeções coloridas dá a letra de que o show vai começar, com um apresentador chamando o nome de Bruno Mars, ao som da base instrumental de Finesse, do álbum 24K Magic (2016).

24K Magic e Treasure, de Unorthodox Jukebox (2012), vieram no mesmo nível de animação, trazendo passinhos sincronizados de Bruno Mars e os Hooligans. Não dava pra saber quem se divertia mais, eles no palco ou o público, que pouco se importou com a garoa e se entregou ao baile.

Até em baladinhas como Calling All My Lovelies, com direito a gracinha de Mars ao telefone falando “Eu quero você gatinha”, Versace on the Floor (dá pra chamar essa de balada?), When I Was Your Man (“essa música significa muito pra mim”), e Just The Way You Are, Bruno Mars dava um jeito de inventar uns passinhos. Como gosta de dançar esse menino, hein?

 (Florent Dechard/Divulgação)

Por falar em dança, That’s What I Like e Locked Out of Heaven aproximaram ainda mais Bruno Mars dos brasileiros. O motivo? Um festival de sarradas de deixar MC Crash e seu Passinho do Romano no chinelo. Ah, não dá pra deixar de citar Marry You, que encheu de lágrimas de alegria (e emoção) os olhos dos fãs.

Mesmo em 2017, muita gente ainda cai no golpe do bis. Não é bem um golpe, claro, mas uma galera caminhou para saída depois de Just The Way You Are, mesmo sem acenderem as luzes do Morumbi. E foi só o palco se iluminar novamente, que uma galera voltou para curtir mais um momento épico, Uptown Funk, canção de Bruno Mars com Mark Ronson que ficou 14 semanas consecutivas no primeiro lugar da Billboard.

 (Florent Dechard/Divulgação)

Chega a ser um clichê falar que ela transformou o Morumbi numa enorme pista de dança, mas não existe outra definição para descrever o momento, que abriu várias rodinhas, com a galera dançando com seus amigos e até com estranhos. Afinal de contas, não é pra isso mesmo que serve a música, unir as pessoas?

Nesta quinta-feira (23/11), Bruno Mars se apresenta novamente no Estádio do Morumbi, em São Paulo. Ainda restam alguns ingressos, se eu fosse você não perderia essa chance, vai que ele demora mais cinco anos pra voltar.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s