Séries da Netflix que provam: se juntas já causa, imagina juntas

Aproveite as férias e reúna as amigas para se inspirar com essas mulheres fortes! ALERTA DE SPOILERS!

De uma coisa ninguém pode reclamar, as séries originais Netflix estão cada vez mais trazendo histórias de mulheres incríveis, e o melhor, mostrando que juntas somos mais fortes!

E não importa a situação, seja para lutar contra uma conspiração, dentro da cadeia, pelos direitos das mulheres em décadas passadas, os exemplos que vemos só confirmam aquele ~ditado~: “se juntas já causa, imagina juntas”.

Aproveitando as férias, reúna as amigas e vem se inspirar com essas manas que só nos enchem de orgulho!

A briga e competição dentro de Litchfield estava quente até o final da quarta temporada de Orange is The New Black, mas a morte absurda de Poussey (Samira Wiley) mudou tudo e, para tentar por fim aos abusos dos guardas, elas deixaram as diferenças de lado e se juntaram em uma grande rebelião!

 (Netflix/Divulgação)

O que dizer sobre as lutadoras de GLOW que mal conhecemos e já consideramos pacas? Quando o programa parecia não ter mais chances de ir ao ar, elas se uniram e fizeram o show acontecer. Até Ruth (Alison Brie) e Debbie (Betty Gilpin) passaram por cima de suas tretas para serem as grandes estrelas do show!

 (Netflix/Divulgação)

Mylene Cruz (Herizen F. Guardiola) nunca desistiu dos sonhos de virar uma cantora disco e pra isso sempre contou com a ajuda das amigas. Juntas elas brilharam muito como Mylene & The Soul Madonnas!

 (Netflix/Reprodução)

Orphan Black pode ser definida apenas por um nome: Tatiana Maslany. Ela brilha muito no papel de Sarah Manning e suas clones!

 (Netflix/Reprodução)

Mãe é sempre aquela com quem podemos contar. Lorelai (Lauren Graham) e Rory Gilmore (Alexis Bledel) são a mãe e filha que você respeita. Tem como não amar Gilmore Girls?

 (Netflix/Reprodução)

A primeira série original Netflix produzida na Espanha não poderia ter um tema melhor. As Telefonistas mostra um grupo de quatro mulheres lutando pelos seus direitos e contra o machismo na década de 1930.

 (Netflix/Reprodução)

Kimmy (Ellie Kemper) e Jacqueline (Jane Krakowski), de Unbreakable Kimmy Schmidt, possuem um relacionamento meio bizarro, mas nem por isso deixam de se apoiar… de um jeito bem peculiar! hahaha

 (Netflix/Divulgação)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s