Saiba como foi o segundo dia de Lollapalooza Brasil

Festival contou com encerramento apoteótico do Arcade Fire na noite de domingo (6)

1. Sol forte

Quem foi ao Autódromo de Interlagos neste domingo (6) foi castigado por um sol forte e altas temperaturas.

Era comum ver grupinhos se espremendo em qualquer sombra disponível na tentativa de amenizar o calor, que fez as longas caminhadas entre os palcos parecerem ainda mais cansativas.

Aliás, se o Lolla 2015 for realizado no mesmo local, bem que a produção poderia bolar atalhos para evitar deslocamentos tão grandes.

2. Nostalgia

O segundo dia de Lollapalooza atraiu um público mais velho, que foi recompensado com boas doses de nostalgia.

E teve para todos os gostos. Johnny Marr relembrando os tempos de Smiths, New Order colocando todo mundo pra dançar com seus hits oitentistas e peso dos veteranos do Soundgarden relembrando antigos clássicos do grunge.

No palco principal também tivemos o indie rock do Pixies, enfileirando hits e mostrando porque influenciou bandas como o Nirvana. E os brasileiros do Raimundos, fazendo uma viagem aos anos 90.

3. O poder do indie

O Vampire Weekend não repetiu o sucesso do Imagine Dragons, que simplesmente abarrotou o palco Onix, mas conseguiu reunir um bom público no meio da tarde.

A banda fez uma das apresentações mais animadas do Lollapalooza 2014 e colocou todo mundo pra dançar, numa verdadeira “micareta indie”. Eles alternaram faixas do elogiado álbum Modern Vampires of the City (2013) com canções do começo da carreira, como A-Punk .

4. Final apoteótico

Headliner do segundo dia ao lado do New Order, o Arcade Fire fez o show mais esperado no domingo e mostrou todo seu amor pelo Brasil, arriscando até trechos de canções de artistas brasileiros como Caetano Veloso ( Nine out of ten ); de Tom Jobim e Vinicius ( O morro não tem vez ); e de Ary Barroso ( Aquarela do Brasil ).

É justo afirmar que os canadenses possuem um dos melhores shows da atualidade, devido a sua intensidade e animação, principalmente nas faixas do álbum Reflektor , que traz influências da música caribenha.

O lindo coro em Wake Up , música que encerrou a apresentação e o Lollapalooza Brasil 2014, resume bem o sentimento do público e banda, que se tornaram uma coisa só em quase todo o show, encerrado com fogos de artifício e fãs emocionados na plateia.

5. Volta pra casa

Novamente experimentamos usar o transporte público para voltar do Lollapalooza 2014, no caso o trem da CPTM e metrô.

O show do Arcade Fire terminou pontualmente às 22h, mas só foi possível chegar até a estação Autódromo quando já marcava 22h50, ou seja, quase uma hora para conseguir sair do Autódromo de Interlagos.

Apesar disso, deu tempo de chegar na estação Pinheiros do metrô, mas é bom repensar o número de ingressos, já que os 80 mil do sábado já haviam provado que o local fica muito abarrotado com essa quantidade de pessoas, dificultando a circulação entre os palcos e a saída do festival.

* Ellie Goulding bate cabelo e comanda show animado

* Jake Bugg empolga público com voz potente

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s