LollaBR: Strokes aposta na nostalgia em show baseado em 1º álbum

Banda de Julian Casablancas encerrou as atividades do Palco Skol no Lollapalooza Brasil 2017

 (Camila Cara/ MRossi/Divulgação)

Uma coisa é certa, o Strokes sempre funciona melhor aqui no Brasil do que no resto do mundo. E na noite deste domingo (26/3) tivemos mais uma prova disso, com a banda de Julian Casablancas reunindo a grande maioria dos 90 mil presentes no Lollapalooza Brasil no Palco Skol, em uma viagem indie nostálgica até 2001.

O último trabalho de inéditas do Strokes saiu ano passado, o EP Future Present Past, mas para o show do LollaBR, a banda novaiorquina ficou apenas com o “Past (Passado)” do título e priorizou canções de seu álbum de estreia, Is This It (2001). Foram 9 canções ao longo da apresentação, com duas delas abrindo os trabalhos: The Modern Age e Soma.

 (Camila Cara/ MRossi/Divulgação)

Dois também foi o número de músicas do EP de 2016 intercaladas com os “clássicos do indie”. Drag Queen e Threat of Joy pouco empolgaram os fãs, que estavam mais preocupados em dançar os antigos hits mesmo.

Julian falou poucas vezes com o público, se bem que não dava pra saber se ele estava fazendo piadas internas com os outros integrantes ou falando com a galera. Em uma delas, reclamou que o som do show do Flume estava vazando pro Palco Skol. Não dava pra saber se era uma zoeira dele, mas que o volume da apresentação aumentou depois disso, aumentou.ahahaha

 (Camila Cara/ MRossi/Divulgação)

Apesar da predominância de faixas de Is This It, a banda contemplou seus outros trabalhos, com exceção de Angles (2011), que praticamente foi ignorado. Room On Fire (2003), teve três canções – 12:51, Reptilia e Automatic Stop, todas causando a mesma euforia de hits como Last Nite -, e até os menos badalados First Impressions Of Earth (2006) e Comedown Machine (2013) foram prestigiados, com duas canções no bis – Heart in a Cage e 80s Comedown Machine -, que foi encerrado com Hard to Explain.

Os fãs de primeira viagem do Strokes foram embora satisfeitos, ainda mais quem não teve a chance de vê-los na turnê do Is This It. Mas o fato de não estarem em turnê regular (eles não se apresentavam desde julho passado, com apenas 6 shows em 2016), deixou essa passagem pela América Latina (Colômbia, Brasil, Chile e Argentina) com uma cara de ensaio de luxo, quase uma reunião de amigos que não se viam há muito tempo.

Setlist

The Modern Age
Soma
Drag Queen
Someday
12:51
Reptilia
Is This It
Threat of Joy
Automatic Stop
Trying Your Luck
New York City Cops
Electricityscape
Alone, Together
Last Nite

Bis:

Heart in a Cage
80s Comedown Machine
Hard to Explain

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s