Livinho rebate críticas à música que fala em ‘abusar dessa mina’

O cantor lançou, na segunda-feira, a música Covardia, com uma letra polêmica

Nesta segunda-feira (28), MC Livinho lançou uma nova música, chamada Covardia. A faixa deu o que falar – e não foi por um bom motivo! Em um trecho da música, ele canta: “vou abusar bem dessa mina”, o que levou muita gente a entender a letra como uma forma de apologia a crimes sexuais contra as mulheres.

Depois de receber muitos comentários negativos sobre o novo trabalho, Livinho decidiu se justificar através de um vídeo publicado em seu Facebook. “E aí, família do mimimi?”, diz no começo. “Tô aqui para falar para vocês que essa música não tem nada a ver com abuso. Quem me conhece sabe minha índole, meu caráter e a minha criatividade.”

Ele continua, explicando que a letra é sobre “um um cara que conheceu uma mina, e a primeira vez não foi tão prazerosa porque ele não controlou a emoção e acabou sendo muito rápido. Na segunda vez, ele abusa do beijo, abusa do corpo da menina. Mas tudo no bom sentido, no sentido figurado”, falou.

Livinho disse ainda que usou a palavra “abuso” não no sentido de algo negativo. “É sobre o lado bom de ficar com a pessoa, gostar da pessoa e degustar da pessoa”, completou.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Luis Fernando Viana Oliveira

    Lixo puro

    Curtir