Garota de 14 anos confessa ataques racistas à Titi Gagliasso

Polícia Civil do Rio cumpriu dois mandados de busca e apreensão em Guarulhos e em Itaquaquecetuba, em São Paulo

Por Da Redação - Atualizado em 21 dez 2016, 19h20 - Publicado em 20 dez 2016, 14h43

Uma garota de 14 anos confessou ser um dos autores dos ataques racistas à filha do casal Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, a pequena Chissomo, de 3 anos, conhecida carinhosamente por Titi. Segundo o site UOL, a informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Polícia Civil do Rio de Janeiro nesta terça-feira (20/12).

giovanna-ewbank-titi-foto-fofa-escola

A Polícia Civil do Rio cumpriu dois mandados de busca e apreensão em Guarulhos e em Itaquaquecetuba, em São Paulo, como parte da Operação Gagliasso. A investigação levou, ainda, outras seis pessoas para prestar esclarecimentos sobre as ofensas racistas contra Titi, em uma foto postada por Bruno Gagliasso em uma rede social.

De acordo com o site G1, a Polícia Civil revelou que a adolescente confessou ser uma das autoras das ofensas à garotinha. Ela contou ainda que criou um perfil falso em rede social para fazer os xingamentos, acreditando que assim ficaria impune.

bruno-gagliasso-tatuagem-titi

Durante a operação, que teve o apoio do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), do Centro Integrado de Inteligência e Controle do Estado de São Paulo e do Grupo Armado de Repressão a Roubos (GARRA) da Polícia Civil de São Paulo, foram apreendidos celulares dos suspeitos.

Publicidade