Ed Westwick é acusado de estupro por atriz americana

A atriz Kristina Cohen postou um relato completo em seu Facebook com a denúncia.

Desde que as denúncias de assédio sexual cometidas por Harvey Weinstein começaram a ganhar força, mais e mais mulheres estão tendo coragem para denunciar os próprios casos que passaram. Desta vez, uma atriz norte-americana relatou que foi estuprada em 2014 por Ed Westwick.

Kristina Cohen fez um post em seu Facebook, nesta segunda (06/11), falando sobre o caso. “Eu fui sexualmente abusada três anos atrás. Foi um período escuro da minha vida. Minha mãe estava morrendo pelo câncer e eu não tinha o apoio ou o tempo para processar e lidar com as consequências do estupro. Eu enterrei minha dor e culpa para dar espaço ao luto que veio depois da morte da minha mãe, apenas 3 meses depois”, começou.

kristina-cohen Kristina Cohen fez um relato sobre o assédio sexual que sofreu em 2014

Kristina Cohen fez um relato sobre o assédio sexual que sofreu em 2014 (Kristina Cohen/Acervo Pessoal/Facebook)

No relato, ela escreveu:

“Eu brevemente namorei um produtor que era amigo do ator Ed Westwick. Foi esse produtor que me levou para a casa do Ed, onde eu o conheci pela primeira vez. Eu quis ir embora assim que Ed sugeriu que “todos nós deveríamos transar”. Mas o produtor não quis deixar o Ed constrangido indo embora. Ed insistiu que nós ficássemos para jantar. Eu disse que estava cansada e queria ir embora, tentando sair de algo que já era uma situação desconfortável. Ed sugeriu que eu cochilasse no quarto de hóspedes. O produtor disse que a gente ficaria apenas mais uns 20 minutos e depois poderíamos ir embora.

Então eu fui deitar no quarto de hóspedes, onde eventualmente acabei dormindo, até que acordei abruptamente com Ed em cima de mim, seus dedos entrando no meu corpo. Eu mandei ele parar, mas ele era forte. Eu lutei com ele o máximo que pude, mas ele segurou meu rosto com as mãos, me sacudindo e dizendo que queria transar comigo. Eu estava paralisada, aterrorizada. Eu não conseguia falar e não conseguia mais me mexer. Ele me segurou e me estuprou.

Foi um pesadelo e os dias que se seguiram não tornaram nada melhor. O produtor pôs a culpa em mim, dizendo que eu tinha participado ativamente Dizendo que eu não poderia falar nada porque o Ed faria pessoas virem até mim e me destruírem, e que eu poderia esquecer a carreira de atriz. Dizendo que de jeito nenhum eu poderia sair por aí falando que o Ed me estuprou e que eu não queria ser “aquela garota”. E por um longo tempo, eu acreditei nele.”

Por fim, a atriz ainda deixou uma mensagem de apoio a todas as outras mulheres que passaram por isso: “Eu espero que o meu relato ajude outras a saberem que elas não estão sozinhas, que elas não são culpadas e que não é culpa delas. Assim como outras mulheres e homens me ajudaram a perceber o mesmo. Eu espero que minha história e a história dos outros ajudem a mudar e realinhar o ambiente tóxico e os desequilíbrios de poder que criam esses monstros.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s