9 vezes em que a J.K. Rowling mitou no Twitter

Autora sempre faz questão de responder fãs e haters, sempre sem perder a elegância

1. Fotos sexy do Neville Longbottom

O ator Matthew Lewis, que interpretou o Neville Longbottom em Harry Potter, fez um ensaio sensual para a revista Attitude . O que ele não esperava é que J.K. Rowling fosse comentá-lo no Twitter:

“.@Mattdavelewis não foi tão ruim como assistir Dan [Daniel Radcliffe] em Equus, mas chegou perto. Me prepare da próxima vez, pelo amor de Deus”, brincou J.K. Rowling,

“Bem, isso é embaraçoso. Desculpe, Jo…”, respondeu o ator, todo envergonhado após os comentários da autora.

Ela ainda finalizou da seguinte forma: “Eu sempre você te apoiar em qualquer coisa que você faça, Matthew. Agora, coloque algumas roupas”.

2. Dumbledore gay

J.K. revelou depois que a série de filmes e livros acabou que Dumbledore é gay. Isso até hoje vira assunto no Twitter dela.

“Eu me pergunto por que você disse que Dumbledore é gay, porque eu não consigo enxergá-lo desse jeito”, falou uma seguidora, que depois acabou apagando o tweet.

A resposta de Rowling foi brilhante, como sempre: “Talvez seja porque as pessoas gays se parecem com… pessoas?”.

3. Casamento gay

A Igreja Batista de Westboro é conhecida por sua posição homofóbica. Os caras protestaram muito contra o casamento gay na Irlanda e acabaram comprando briga com J.K. Rowling, depois que ela fez um tweet dizendo que gistaria de ver Dumbledore e Gandalf casando por lá.

“Essa união seria tão incrível que iria explodir as suas mentes preconceituosas para fora desses seus crânios grossos”, divou J.K..

E ela mandou um recado direto pra galera de Westboro: “Não me importo com a Igreja de Westboro. Acho importante saber que existem jovens gays que ainda não se assumiram por que o discurso de ódio não é desafiado”.

4. Alunos gays em Hogwarts

Uma garota usou o Twitter para fazer a seguinte pergunta para a autora. “Você acha que existiam muitos estudantes LGBT em Hogwarts? Eu gosto de imaginar que eles formavam um clube LGBT. É seguro pensar que Hogwarts tinha uma variedade de pessoas e eu gosto de pensar que lá era um lugar seguro para estudantes LGBT”.

J.K. Rowling não só respondeu a garota como deixou uma linda mensagem, dizendo “claro, com certeza”, juntamente com uma imagem que dizia: “Se Harry Potter nos ensinou algo, é que ninguém deveria viver num armário”.

5. Conselho para fã sem esperanças

J.K. Rowling tem quase 5 milhões de seguidores no Twitter e mesmo assim ainda consegue responder mensagens como essa abaixo, de um fã que estava desesperado e pensando em desistir da vida:

“Isso pode ficar perdido no barulho [grandes quantidades de tweets], mas o que você diria para alguém que falhou em achar significado e finalmente quer desistir?”

Olha a sequência de respostas dela:

“Eu diria: veja isso.”

“E isso.”

“E eu diria que o mundo é cheio de coisas maravilhosas que você ainda não viu. Nunca desista da chance de vê-las.”

6. Fãs brasileiros “maravilhosos”

Quem pensa que a J.K. Rowling se incomoda com as muitas mensagens vindas do Brasil está beeeeeem enganado:

“@kitkittybot: “Percebo que você recebe toneladas de tweets, mas, pergunta rápida: por que tantos brasileiros gritam coisas aleatórias para você [aqui no Twitter]? @jk_rowling: “Por que brasileiros são maravilhosos.”

7. Qual gêmeo Weasley é mais velho?

Não são apenas conselhos pra vida que a J.K. dá lá no Twitter, ela também tira dúvidas dos fãs de Harry Potter. Quem nasceu primeiro, Fred ou Jorge Weasley?

“Fred nasceu primeiro. Eu sempre pensei que isso fosse óbvio!”, respondeu a autora.

8. Arrependida de matar Fred Weasley

No dia em que a Batalha de Hogwarts completou 17 anos, J.K. pediu desculpas por ter matado Fred Weasley, depois de uma explosão durante a batalha contra os comandados de Voldemort.

“Hoje, eu apenas gostaria de dizer: Estou muito arrependida sobre Fred. *Balançando a cabeça de aceitação pela razoável ira de vocês*”, escreveu J.K. Rowling.

9. Preferências políticas

Rowling semore declarou abertamente suas preferências políticas, chegando a doar um milhão de libras para uma campanha contra a separação da Escócia do Reino Unido.

Logo que acabaram as eleições, ganhas pelo partido escocês Scottish National Party (SNP), pessoas contrárias à autora a atacaram com tweets maldosos, que receberam essa resposta:

“Fui chamada de ‘traidora’, ‘p***’ e ‘vadia’, disseram para eu voltar de onde eu vim, repreendida por ter benefícios escoceses.”

“A internet não oferece apenas oportunidades para o abuso misógino, sabe? Bombas que aumentam o pênis também podem ser compradas discretamente.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s