7 coisas que aprendemos com Sex Education, da Netflix

A nova série da Netflix ensinou várias lições para a gente. Bora conferir?

A Netflix mal lançou Sex Education e a gente já tem um carinho muito grande pela série! Para quem ainda não assistiu, o seriado conta a história de Otis Milburn (Asa Butterfield), um garoto de 16 anos que sabe tudo sobre sexo na teoria – já que sua mãe é terapeuta sexual -, mas ainda não tem muita experiência prática. Junto com Maeve Wiley (Emma Mackey), uma garota rebelde e aparentemente de coração gelado, ele começa a ser o terapeuta da galera da escola que está com algum problema sexual.

O melhor é que a série conseguiu falar de um monte de tópicos de um jeito muito engraçado e, ao mesmo tempo, deu atenção para assuntos muito importantes como o tabu da masturbação feminina, aborto e vazamento de fotos íntimas. Enfim, depois de assistir a essa série mara a gente aprendeu muita coisa e separamos 7 delas para compartilhar com vocês.

1. A ajuda pode vir de qualquer lugar

sex-education-gif

 (Reprodução/Netflix)

E às vezes de onde a gente menos espera! Otis é praticamente invisível na escola até começar as sessões de terapia – e ele consegue ajudar muita gente durante a temporada! Ninguém em Moordale esperaria receber conselhos sobre sexo do menino que sentava no canto da sala. Parece que eles estavam bem errados, né?

2. Está tudo bem em ser meio estranho 

 (Reprodução/Netflix)

Os personagens de Sex Education são um pouco estranhos e é por isso que os amamos tanto! Todo mundo tem alguma coisa diferente e isso tem que ser celebrado.

3. Todo mundo tem algum problema pessoal

 (Reprodução/Netflix)

A verdade é que ninguém tem uma vida 100% perfeita e está tudo bem assim! Em Sex Education, todos os personagens mostram suas dificuldades e problemas, fazendo a gente se identificar ainda mais com eles! Por exemplo, quem nunca teve uma mãe um pouco intrometida como a de Otis? Ou teve medo de conhecer os pais do crush, como Maeve? O importante é aprender a lidar com as situações.

4. Comunicação é a chave para muitos problemas

 (Reprodução/Netflix)

Ter medo de falar alguma coisa para alguém é super normal, mas se abrir com aqueles amigos em quem a gente confia pode ajudar muito a tornar as coisas bem mais simples. Tome Maeve e Otis como exemplo.  Mas é claro que tudo tem seu momento!

5. Não precisa ter pressa para transar

 (Reprodução/Netflix)

É verdade que o Eric diz no primeiro episódio: “todo mundo ou está pensando em transar, ou vai transar, ou já está transando”. E não tem como negar que sexo é uma questão que está muito presente na adolescência, mas não é preciso ter pressa para fazer! Cada um tem seu tempo e o Otis explica isso perfeitamente para a gente na série.

6. A sororidade feminina é muito poderosa

 (Reprodução/Reprodução)

Mexeu com uma? Mexeu com todas! E ah, “é a minha vagina!”.

7. A sensação de poder ser exatamente quem você é não tem preço

 (Reprodução/Netflix)

A gente aprende isso com muitos personagens, mas principalmente com o Eric. Não é fácil parar de ligar para o que os outros pensam e assumir seu verdadeiro ‘eu’. Ele não só nos mostrou que é possível, mas também maravilhoso!

O que você achou de Sex Education?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s