Whindersson Nunes fala sobre criar app para ajudar contra a depressão

O youtuber falou sobre a doença que vem enfrentando e seus planos de ajudar pessoas que passam pelo mesmo problema

Por Da Redação - Atualizado em 16 jul 2019, 20h18 - Publicado em 16 jul 2019, 13h42

Há alguns meses, Whindersson Nunes vem falando abertamente em suas redes sociais sobre a depressão que tem enfrentado. E, neste domingo (14), ele deu uma entrevista ao programa Fantástico para falar sobre essa questão e explicar um pouco melhor o projeto no qual vem trabalhando com o objetivo de ajudar outras pessoas que passam pelo mesmo problema.

whindersson-nunes-fantastico
Whindersson Nunes fala sobre a luta contra a depressão no Fantástico Reprodução/Globo

Ele começou dizendo que entende o fato de as pessoas questionarem como é que um dos jovens mais influentes do país, com tantas campanhas publicitárias, shows e, consequentemente, uma conta bancária recheada, pode enfrentar uma doença como a depressão. “É justo o questionamento das pessoas. Poxa, tem tudo, tem dinheiro, tem a viagem dos sonhos, tem isso, tem aquilo. Não é algo que me revolta quando a pessoa fala isso. Na verdade, é um problema pra mim. Porque eu penso: ‘Poxa, realmente eu não devia ter passado por isso'”, disse Whindersson.

Acontece que, com o tempo, ele percebeu que a depressão vai além de se sentir feliz ou não com as coisas materiais que tem, e que na verdade é um transtorno mental que pode ser gerado através de diversos motivos. Ele, por sorte, pode buscar ajuda médica, mas tem consciência de que infelizmente muitas pessoas não possuem as mesmas condições que ele. “Eu virei um cara que tenho as minhas coisinhas e tudo mais. Mas você chega naquele momento e fica: ‘E aí? Dinheiro, dinheiro, dinheiro, e aí? O que eu vou fazer?’ Eu posso pagar os melhores profissionais, mas tem gente que não pode”, afirmou.

Por isso, o youtuber decidiu criar um aplicativo para auxiliar pessoas que enfrentam a depressão e precisam de ajuda psicológica e/ou psiquiátrica. “A intenção do aplicativo é conectar gente que precisa de ajuda com gente que pode ajudar. Só que essas pessoas que querem ajudar são profissionais, voluntários”, explicou. O projeto ainda está em andamento e ainda não sabemos como ele vai funcionar, mas a iniciativa já é bem legal, né?

Publicidade