Sulli, cantora e atriz sul-coreana, morre aos 25 anos

Embora nada tenha sido confirmado, há suspeitas de suicídio

Por Gustavo Balducci Atualizado em 14 out 2019, 20h16 - Publicado em 14 out 2019, 12h46

O K-pop perdeu uma das suas artistas mais francas e talentosas. Sulli, ex-integrante do girl group F(x), morreu hoje (14/10) aos 25 anos. De acordo com informações da mídia sul-coreana e da polícia de Songnam, a cantora foi encontrada sem vida em sua residência na capital Seul. A causa da morte ainda não foi esclarecida, mas há suspeita de suicídio.

Com milhões de seguidores nas redes sociais, Sulli debutou como integrante do F(x) em 2009, e permaneceu no grupo até 2015, quando decidiu se dedicar à carreira de atriz. Choi Jin-ri, seu verdadeiro nome, foi exemplo da luta pelos direitos igualitários às mulheres dentro do setor artístico na indústria do K-pop. Sua postura autêntica sempre incomodou a sociedade conservadora do país. Algumas atitudes, como não utilizar sutiã, a tornavam vítima de ataques e cyberbullying, “Ficar sem sutiã é a liberdade de alguém”, disse a cantora no programa Night of Hate Comments, da rede JTBC. Em 2018, ela revelou durante o reality show Jinri Store que sofria de distúrbios de pânico “Mesmo as pessoas mais próximas me deixaram”, disse ela. “Fui ferida por eles e senti que não havia ninguém que me entendesse, o que me fez desmoronar”, completou. Sulli também enfrentou críticas quando decidiu retornar para a música como artista solo em junho de 2019. Na época, ela lançou Goblin, um álbum especial com três faixas co-escritas.

Em nota, a morte de Sulli foi confirmada por sua agência, SM Entertainment, uma das maiores da indústria. A empresa também pede respeito a sua família e amigos. Com a triste notícia, colegas e outros artistas da casa também lamentaram a morte de Sulli e cancelaram suas atividades agendadas para os próximos dias: grupos como NCT Dream, SuperM e Super Junior, cancelaram seus retornos e eventos. Amber Liu, que também estrelou no F(x) ao lado de Sulli, tuitou: “Devido aos acontecimentos recentes, irei suspender minhas próximas atividades. Peço desculpas a todos. Obrigado por seus pensamentos”.

Outros grupos como SF9, VAV e NU’EST, também cancelaram sua programação. Apesar de doloroso, é um momento para refletirmos a perda de mais um artista do K-pop, os problemas que a indústria do entretenimento impõe sobre eles, e a importância de trazermos luz para questões como a saúde mental e o suicídio. Se você está passando por um momento difícil, saiba que o CVV presta apoio 24h para quem precisa de ajuda, ligue 188 ou acesse o site cvv.org.br.

Continua após a publicidade
Publicidade