Roberta foi eliminada e Vivian ganhou (outra vez) uma nova chance

A edição precisa de uma oposição ao casal, mas Vivian não colabora

Por Danih 15 mar 2017, 07h09

Apesar de não ter sido um paredão bem votado (os números não são citados e isso significa só uma coisa: não é interessante nos contar que algo não vai bem), deu pra ver que as torcidas na internet não fizeram questão de batalhar a permanencia ou eliminação da Emilly. Por que é isso, né? Não existem outras torcidas. Existe o pessoal que quer que a Emilly fique e o pessoal que não quer.

C67OsshXAAAiIOg.jpg

E como o amor e o ódio são sentimentos muito próximos, a gente realmente não tem como saber se a Emilly vai ganhar o programa. Hoje pode ser que ela ganhe sim, mas daqui 2 dias… não sei! Pra que isso dê certo no jogo, como ainda temos um mês pela frente, e incentive o pessoal a continuar assistindo, a produção tem que fazer uma manobrinha de leve (tem gente que chama de manipulação, veja só). Um VT positivo aqui, outro ali. Fora do contexto mesmo, só pro público que não assiste 24h se apegar ao personagem.

A verdade é que não temos muitas opções pra usar nessa manobra. A única opção é a que eu já tinha citado aqui, lembra? Vivian!

Ela não tem uma grande história… Ficou com o Manoel no segundo dia e diferente de Marcos e Emilly (que tiveram a fase da conquista, a fase fofinha, as brigas, a casa toda contra e mais um monte de detalhes) não construiram uma. Tem gente que shippa, claro, por serem dois jovens bonitos, mas não é um negócio que criava interesse no grande público.

Continua após a publicidade

C5O3_HEWQAAKH-g.jpg

Com a saida do Manoel (e aquela dica sobre ser menos votada no paredão triplo, que a fez ganhar imediatamente aliados), Vivian ganhou a sua primeira nova chances. Só que entrou na história de quem? Do casal Marcos e Emilly. E não foi nem uma coisa natural, foi meio forçado. Uma mistura de fanfic criada pelo Romulo com um pouco de exagero da própria Vivian e estava montada a teoria de que a Emilly tem inveja dela. Emilly mesmo não notou que isso estava acontecendo e é o que faz a receita desandar pra quem assiste o pay-per-view sem ter escolhido um lado.

Já quem tem um lado (Emilly ou anti-Emilly), acabou amando ou odiando Vivian. Além do triangulo ficticio, também havia a disputa pela amizade da Roberta e isso acabou hoje, dando espaço pro crescimento da personagem. E eu falo personagem por que ficou bem claro que vai ser assim o funcionamento da coisa. E precisará de dedicação por um motivo trágico: Vivian não sabe jogar com as peças que lhe são dadas… Poderia crescer assim como o Ilmar, se juntando a quem está claramente bem cotado aqui fora (que fique claro: Ilmar se juntou por afinidades reais e não por interesse de jogo. Mas a gente não acha ruim quem se junta com esse motivo. Vale pelo entretenimento), mas assim que Emilly juntou os seus no jardim para comemorar mais uma volta do paredão, Vivian sentou com Marinalva e Romulo para planejar o próximo paredão… da Emilly.

Continuarão, então, batendo na tecla de botar o casal junto no paredão. Depois de tantas respostas negativas, resta aceitar que é o elenco mais sem leitura de jogo externo que já vimos.

C67xjyuWoAMY268.jpg

Vale citar que Roberta quase se igualou a Elis na porcentagem de rejeição. Teve 79% dos votos, contra 14% da Emilly e 6% da Ieda. Houve a liberação do menos votado, mas ainda assim Ieda não foi adotada pelo grupo anti-casal, já que eles precisam de um alvo que disfarce o real foco. Ieda era a mais frágil entre o ex lado americano da casa e quem já era opção de voto do outro lado, tornando fácil sua presença no paredão (e consequentemente eliminação). Tipo aquele boi doente que é atirado aos jacarés pra distrair e os outros conseguirem sobreviver na travessia do rio. Dessa vez não teve sucesso, mas num futuro paredão triplo ela pode sim ser eliminada no lugar de algum deles, caso a rejeição deste não seja tão grande.

Continua após a publicidade
Publicidade