Prêmio Multishow: Luísa Sonza pede justiça por Mari Ferrer em performance

A cantora fez uma apresentação espetacular e aproveitou o espaço para militar sobre o caso de Mariana Ferrer

Por Amábile Reis 12 nov 2020, 10h50
colecao capricho sestini mochila bolsas
CAPRICHO/Sestini/Reprodução

Nesta quarta-feira (11/10) rolou o Prêmio Multishow 2020! E, entre as apresentações incríveis, Luísa Sonza aproveitou o palco do evento para pedir justiça por Mariana Ferrer e por todas as mulheres. A cantora fez um medley de Toma, Século XXI e Braba e, ao fim da performance, colocou um áudio em que narrava: “Quando se trata de nós, os quadros de vítimas são invertidos. Quando se trata de nós, o tamanho do vestido importa mais do que a nossa voz. A gente está pedindo respeito. Vocês não vão mais nos calar. Justiça por Mari e por todas nós”.

Reveja o momento icônico:

Recentemente, o caso de Mariana Ferrer ganhou novos desdobramentos após uma reportagem do The Intercept Brasil sobre a sentença que inocentou o réu, André Camargo Aranha, acusado de estuprar a jovem em 2018.

André foi inocentado pela Justiça por falta de evidências, em uma sentença baseada na tese de Erro de Tipo. No vídeo divulgado pela publicação e que viralizou nas redes sociais, o advogado de defesa de Aranha comenta sobre fotos de Ferrer e chega a dizer que Mariana teria “inventado” a acusação por estar com o aluguel atrasado. Em lágrimas, ela pede por respeito para Rudson Marcos, o juiz que comanda a audiência.

Em matéria para a Veja, o conselheiro Henrique Ávila, do Conselho Nacional de Justiça, que pediu por uma apuração na conduta de Rudson, questionou a postura do magistrado diante as falas do advogado de defesa. “As chocantes imagens do vídeo mostram o que equivale a uma sessão de tortura psicológica no curso de uma solenidade processual. A vítima, em seu depoimento, é atacada verbalmente”, comentou.

Continua após a publicidade

Na época, Sonza chegou a expressar o seu parecer a sentença no Twitter:

Ou seja, Luísa ter usado agora o palco de uma premiação de nível nacional para trazer a tona, de novo, o assunto é muito necessário. Como a cantora falou na performance, repetimos: “A gente está pedindo respeito. Vocês não vão mais nos calar. Justiça por Mari e por todas nós”.

Continua após a publicidade
Publicidade