Porque você PRE-CI-SA assistir Insurgente

Segundo filme da saga Divergente estreia nesta quinta (19/3) e a CAPRICHO conta os motivos pelos quais você não pode perder

Por Gabriela Zocchi Atualizado em 17 ago 2016, 15h50 - Publicado em 19 mar 2015, 10h40

Se você é fã da saga Divergente , não pode deixar de ir ao cinema conferir Insurgente, a sequência que chega aos cinemas nesta quinta-feira (19/3). No novo filme, Tris ( Shailene Woodley ), Quatro ( Theo James ) e todos os divergentes são perseguidos por Jeanine (Kate Winslet) e o exército da Erudição, a fim de descobrir os segredos que uma caixa encontrada na Abnegação esconde. A CAPRICHO já assistiu ao filme e conta aqui porque você não pode perder.

1. A primeira vez de Tris e Quatro

Diferentemente do primeiro filme, Insurgente tem bem menos cenas de ação. É que agora os personagens estão mais focados em fugir e impedir Jeanine de dominar o mundo de vez, então as cenas das provas nas facções não existem mais. Mas isso acaba dando mais espaço para a relação humana entre Tris e Quatro. A primeira vez dos dois é super discreta, não mostra quase nada, mas é um dos momentos mais bonitos do filme, pois podemos ver como os dois, apesar de serem fortes e corajosos, são também vulneráveis. Own!

2. A cena do soro da verdade

Quando Tris e Quatro buscam refúgio na sede da Franqueza, eles são capturados e obrigados a passar por um julgamento com o soro da verdade, que não os deixa mentir. Ali, na frente de todo mundo, Tris acaba confessando que foi a responsável pela morte de Will no primeiro filme. O sofrimento da garota ao admitir isso é tão grande que faz essa a cena mais emocionante do filme. Vem ganhar um abraço, Tris!

3. A simulação

Para conseguir se livrar de Jeanine e descobrir o segredo que seus pais deixaram para trás, Tris precisa passar por uma simulação com provas de todas as facções. É o momento com mais ação, que lembra as provas de iniciação pelas quais eles tinham que passar em Divergente . Cheia de surpresas, é difícil entender se o que está rolando só faz parte do teste ou se é de verdade. Que medo!

Continua após a publicidade

4. O passado de Quatro

Em Insurgente, a gente acaba conhecendo mais sobre a história de Quatro. Por que ele é tão quieto? Por que nunca fala sobre sua família? Por que não gosta do pai? Todas as respostas para estas perguntas estão no filme. Ah, e a gente vai conhecer a mãe dele, Evelyn (Naomi Watts), que é a líder dos sem-facção (sim, eles têm uma comunidade também!) e planeja derrubar a Erudição.

5. Mais Caleb (e Ansel Elgort)

Tudo bem que quando Divergente estreou, ninguém nem sabia bem quem era aquele menino que fazia o Caleb. Mas, depois de A Culpa É das Estrelas , tudo mudou e agora, quanto mais Ansel melhor, né? Por sorte, o irmão da Tris aparece bem mais no segundo filme, já que ele fugiu com ela e com Quatro e agora também está sem facção. O lado ruim? Caleb continua meio perdido e suas ações ainda vão te deixar meio indignada.

Corre pra ver!

Continua após a publicidade

Publicidade