Polícia do Rio abre sindicância para apurar pichações de Justin Bieber

Segurança do cantor chegou a prestar esclarecimentos sobre desenhos em muro no bairro de São Conrado

Por Bruno Dias Atualizado em 17 ago 2016, 12h24 - Publicado em 6 nov 2013, 14h10

A passagem de Justin Bieber pelo Brasil não vai ficar apenas da lembrança das beliebers. Segundo o jornal O Dia, o 23º BPM do Leblon, no Rio de Janeiro, abriu uma sindicância para apurar a pichação de Justin Bieber no muro do hotel Nacional, em São Conrado, feita na madrugada de terça-feira (5).


Fotos: AgNews

Alguns policiais do 23º BPM acompanharam Justin Bieber e sua equipe durante a madrugada, mas não repreenderam o cantor. Os grafites foram feitos em um muro particular, que de acordo com O Dia, pertence ao empresário goiano Marcelo Henrique Limírio Gonçalves.

Além disso, agentes da polícia civil estiveram na mansão alugada por Justin Bieber, no Joá, Zona Sul do Rio de Janeiro, e um dos seguranças pessoais do cantor foi levado a 15ª DP, na Gávea, para responder à denúncia de pichação.

Nesta quarta (6) Justin usou seu Instagram para desabafar, escrevendo uma longa mensagem em uma foto em que aparecia a frase “Vocês realmente me conhece?” escrita em uma muro: “Eu sou louco, sim é o que o jogo fez comigo. Eu talvez precise substituir essas caretas e talvez precise me afastar das pessoas que não me deixam ser eu mesmo, mas eu sempre vou lembrar quem eu sou”.

View this post on Instagram

"Im crazy, yeah that's just what this game made me, I may need to replace these dumb faces and maybe I need to refrain from the people who won't let me remain me but I'm gonna still remain me" – me

A post shared by Justin Bieber (@justinbieber) on

Os desenhos feitos por Justin Bieber no muro do hotel Nacional foram cobertos por tinta branca na terça, por um dos fotógrafos que se desentenderam com a equipe do cantor durante a madrugada.

Continua após a publicidade
Publicidade