Outra assistente de Meghan Markle e príncipe Harry pede demissão

Mas o motivo do desligamento não foi bem polêmico...

Por Gabriela Zocchi - Atualizado em 17 dez 2018, 16h11 - Publicado em 11 dez 2018, 19h02

Há alguns meses começaram a circular boatos de que Meghan Markle seria uma chefe bem exigente e que estaria deixando alguns de seus funcionários loucos. Os rumores ganharam mais força depois que uma das assistentes pessoais da duquesa de Sussex pediu demissão, em novembro deste ano.

meghan-markle-principe-harry-anunciam-gravidez
Meghan e Harry vão se mudar do Palácio de Kensigton. Paul Edwards - Pool/Getty Images

De acordo com o The Sunday Times, outra assistente de Meghan vai se desligar da equipe que cuida da família real assim que o bebê de Meghan e príncipe Harry nascer, ainda no primeiro semestre de 2019, mas neste caso parece que o motivo da demissão não foi nenhum baphão.

Acontece que Samantha Cohen foi contratada temporariamente e não pretendia ocupar a vaga por muito tempo mesmo. Segundo a publicação, a assessora trabalhou com a família real por 17 anos e era uma das funcionárias em quem a rainha Elizabeth II mais confiava. Ela pretendia deixar o emprego depois que seu chefe, o secretário privado da rainha, Christopher Geidt, foi desligado da equipe. Samantha, porém, foi convencida a acompanhar Harry e Meghan durante o casamento deles e concordou em ocupar a vaga por um tempinho.

Agora, contudo, ela já está pronta para seguir em frente, mesmo que Meghan esteja tentando convencê-la a ficar. “Sam vai ser uma grande perda. Mas agora Meghan pode precisar de alguém um pouco diferente dos cortesãos tradicionais, que não seja um funcionário público de carreira ou um membro da realeza. Ela precisa de alguém com altos níveis de energia e paciência para ajudá-la a definir seu papel no futuro”, disse uma fonte do jornal.

Publicidade