No maior paredão do #BBB17, o Marcos… fica!

E o Tiago fez um discurso que pode explicar o motivo disso ter acontecido

Por Danih - Atualizado em 5 abr 2017, 11h54 - Publicado em 5 abr 2017, 05h30

Tá todo mundo surpreso, eu sei. Nas últimas 24h, o Marcos conseguiu piorar a situação dele tentando pedir desculpas para todo mundo, depois de voltar do confessionário (os outros participantes falaram que rolou a maior gritaria lá dentro) e ficou parecendo que ele foi instruído a fazer isso.

Pelos papos, a gente entendeu que alguns participantes (ou todos?) foram atendidos por uma psicóloga e este pode ter sido o motivo da calma e da tentativa de o brother limpar a barra dele.

C8nS9COXcAQXPdsIlmar não quis ouvir o pedido de desculpas do Marcos

A edição desta semana foi bastante justa, mostrando todos os fatos certinhos e consequentemente queimando o casal, já que não dava para os defender de jeito nenhum. Isso não agradou nem quem não gosta do Marcos e nem agradou quem gosta dele. Existem dois lados revoltados reclamando sem parar. E isso é culpa de quem? A gente não sabe bem, mas o discurso do Tiago decidiu cutucar esta ferida.

Foram 112 milhões de votos (o terceiro maior paredão da história do programa) e quase 56% deles foram a favor do Marcos, que está visivelmente errado. Mas será que a galera que assiste ao programa está julgando as atitudes dele? O problema pode estar aí.

Como a gente sabe, Marcos e Emilly formaram o “casal” desde a primeira semana na casa. Embora o beijo só rolou depois de um mês, já existia toda uma história de conquista, flores, DRs e mil detalhes que atraíram o público (e com isso os patrocinadores, que também são uma parte importante dessa história). O que era o BBB mais flopado do mundo se tornou rapidamente o mais comentado. Todo mundo queria saber quem era a menina que todos odiavam e se ela era mesmo tão ruim assim.

Não existe uma torcida para cada participante, existe a da Emilly e a contra a Emilly. Não existe meio termo em lugar nenhum (talvez só neste humilde blog… cof cof cof), e cá entre nós, isso também irrita. É como na política, aquele pessoal que vota em alguém que também não presta muito só para ser contra o outro candidato, sabe? Quem é azul odeia o vermelho e quem é vermelho odeia o azul.

O Tiago tentou explicar para os participantes (e já adianto que, como elenco mais fora da casinha que existe, eles não entenderam) que quem saísse não era um monstro e quem ficasse não era um herói, não é sobre o bem contra o mal. Nem existe bem e mal. Quem comprou a história de Emilly e Marcos visivelmente não liga se ele é agressivo (o que é triste), seja com ela ou qualquer outra pessoa.

Continua após a publicidade

As pessoas ficam cegas de ódio e condenam tudo o que está do outro lado. E o Ilmar fez o que? Foi para esse outro lado. Não foi tão rejeitado quanto o Rômulo, que ficou contra o casal por mais tempo. Na real, o Ilmar conquistou uma torcida própria e alguns não ficaram tão bravos com a suposta traição dele, já que sempre ficou claro que ele nunca gostou da Emilly. (E não, ninguém é obrigado a gostar!)

C8nU7cPXkAQ-4vU.jpg

A justificativa a favor do comportamento do Marcos é, na maioria das vezes, que os outros participantes também são agressivos. E são, principalmente a torcida. Enquanto falam que são contra a violência, dizem que bateriam em algum participante. Logo depois de dizer para não botar a família ou as coisas aqui de fora em jogo, usam alguma história exatamente sobre família e coisas aqui de fora para acusar o outro.

Tá tudo errado! Não era para ter agressividade em lugar nenhum! O fanatismo não deixa vocês verem isso? Falta empatia e se botar no lugar do outro, por pior que você ache que a pessoa seja.

Julgando só do dia da estreia do programa até agora, todos cometeram erros lá dentro (e o Tiago também falou disso), inclusive os mesmos erros. Mentiram, combinaram voto, traíram aliados. Uma parcela do público gosta de um grupo, outra parcela de outro e, na hora do paredão é escolhido o menos pior (na visão pessoal, baseada na história de cada um) entre todos para ficar. Se você não faz parte da maioria esse ano, tenha paciência! Ano que vem muda tudo (sempre muda) e você pode torcer por alguém que tem mais chances.

Só não vale condenar os coleguinhas que não pensam igual a você, combinado? Ninguém é igual e cada um tem os seus motivos para torcer por um participante. Faltam só 8 dias! Vamos lutar para diminuir a violência sempre, lá no #BBB17 e aqui na vida real.

C8nW0QgXoAQYCta

Quanto ao Ilmar: ele tá ótimo! Conversou com a família do Marcos e parece que o que aconteceu lá dentro, ficou lá. Não dá pra julgar a loucura da pessoa dentro de um confinamento. Ele também já ficou sabendo que o filho se orgulha dele e ficou emocionado. É isso que importa, no fim das contas.

Continua após a publicidade
Publicidade