Mari Nolasco e Jão fazem releituras de músicas do Jota Quest

Mari Nolasco, Jão, Mussoumano e Gabriel Elias fizeram parte do projeto Jota Quest Collab by Roland

Por Márcio Gomes - Atualizado em 9 fev 2018, 13h27 - Publicado em 7 fev 2018, 16h37

O YouTube Space, no Rio de Janeiro, reuniu, na última terça-feira (6), a banda Jota Quest, dona de mais de duas décadas de sucesso, e os youtubers Mari Nolasco, Jão, Mussoumano e Gabriel Elias para um projeto inovador. Em parceria com o YouTube, a Roland Brasil propôs o desafio a esse time de peso da internet de regravar quatro canções do grupo mineiro. E o encontro rendeu, viu?

Uma das mais aplaudidas da noite, Mari Nolasco subiu ao palco para cantar com Rogério Flausino a nova versão da música Só Hoje, e levou os fãs ao delírio. “Eu cresci ouvindo o Jota Quest. Meus pais sempre foram fãs deles. E foi massa ser convidada para este projeto”, contou a youtuber.

Ela ainda completou: “Quando recebi o convite, fiquei nervosa. Pensei: ‘Será?’. Cara, eles são muito grandes, muito feras, e percebo que esse convite só veio valorizar a gente”.

Jão, outro que bomba na web, escolheu a música Amor Maior e contou também ser fã da banda mineira. “Sempre tive uma relação próxima com o grupo. Nasci no interior de São Paulo e lá não tinha nenhum show. O primeiro que assisti na vida foi o do Jota Quest. E isso me inspirou a ser cantor, a ser artista”, falou. “Para mim, eles são uma inspiração de voz, instrumento, de tudo”.

Continua após a publicidade

Simpático, Rogério Flausino, líder do Jota Quest, fez questão de ressaltar que ninguém interferiu em nenhum momento na produção das músicas. “Eles escolheram as canções e gravaram do jeito que estão acostumados. Eu não os conhecia pessoalmente e quando recebemos os arquivos e ouvimos as músicas, nossa, foi demais”, disse.

Em casa

Gabriel Elias, que deu uma nova roupagem para a canção O Vento, contou que um dos pontos altos do projeto foi a maneira simples que o grupo recebeu os participantes do projeto. “Eles deixaram a gente livre, não teve nervosismo nem estrelismo. Eu me senti, de verdade, em casa. Com todo o suporte que recebemos deles e a maneira simples como nos receberam, tratando a gente de igual para igual, acho que esse foi o grande lance do projeto”, explicou.

Mussoumano, que transformou a música Na Moral em um legítimo rap, também destacou a forma especial que o Jota Quest recebeu a todos. “A humildade deles é incrível. Eles nos deixaram à vontade, parecia que a gente já se conhecia”.

Continua após a publicidade
Publicidade