#ManuIndica: Top 3 de CDs que não saem do som do meu carro!

Por Da Redação Atualizado em 17 ago 2016, 07h40 - Publicado em 18 dez 2015, 16h44

Hey you! Surpresa! A partir de agora, toda semana aqui no PLAY, vou estar junto de vocês dando dicas e falando sobre música! \o/

Manu vai dar dicas de músicas todas as semanas aqui no PLAY Foto: Reprodução/ Instagram

Músicas que eu ouvi e acho que vocês vão gostar; músicas que eu não ouvi e que vocês vão me mostrar nos comentários; bandas novas, não tão novas ou absolutamente “não novas”.

Enfim, muitas dicas de coisas que eu gosto e gostaria de compartilhar com vocês aqui no site da CAPRICHO . E pra começar essa bagunça, fiz um Top 3 de CDs que não saem do som do meu carro. Tcharam! Querem saber quais são?

1- Pitanga, Mallu Magalhães

Não consigo cansar desse CD, já sei até de trás pra frente e adoro. As letras são lindas e na sua maioria românticas. Ai, ai, eu e as músicas de amor… Gosto do timbre diferente da Mallu, é bem suave, deixa o CD muito gostoso de escutar.

Músicas que você precisa conhecer: Velha e louca (o clipe é demais, corre ver!), Cena e Highly Sensitive .

Continua após a publicidade

2- Jagged Little Pill, Alanis Morissette

Esse CD é de 1995, ou seja, a mini Manu Gavassi tinha apenas 2 anos e ainda estava ouvindo a musiquinha de aberturas dos Teletubies enquanto a Alanis estava fazendo história.  As letras são fortes e totalmente autobiográficas, ela fala tudo aquilo que você tem vontade de gritar na cara do seu ex-namorado. Acredita que a Alanis gravou esse CD de uma vez só? Ela disse que não quis ficar regravando as músicas para não perder a emoção do momento. Aliás, isso é uma marca dela, a voz cheia de sentimento. Na minha opinião isso é muito mais importante do que acertar notinha por notinha.

Músicas que você tem que conhecer: Ironic (com certeza você já ouviu por aí), You Oughta Know (maravilhosa de cantar no banho) e You Learn .

3- RED, Taylor Swift

Claro que esse CD não podia faltar na minha lista girl power de hoje. (; Pra mim a Taylor se arriscou bastante nesse trabalho, ela que sempre foi conhecida pelo country ousou no pop e o melhor de tudo: deu muito certo! Acho que o segredo é não perder a essência. Nós gostamos da Taylor por ela ser sincera nas letras, mais do que qualquer coisa ela se expõe. Ela canta o que a gente vive, por isso é tão divertido de ouvir e de cantar junto. Amo esse CD do começo ao fim e principalmente as versões acústicas. Se ainda não escutou, fica aí a dica.

Músicas que você precisa conhecer: State of Grace (as duas versões são incríveis !), 22 (pra dançar “cazamigaloca”) e I Almost Do .

Espero que tenham gostado desse primeiro post, confesso que eu já estou amando esse tempinho que vamos passar juntas… Até semana que vem!

Continua após a publicidade
Publicidade