Malia Obama passou 83 dias na América do Sul sem ninguém perceber

Ela viajou com um grupo de 11 estudantes, sem receber nenhum tratamento especial.

Por Bruna Nobrega Atualizado em 20 jan 2017, 15h36 - Publicado em 20 jan 2017, 12h30

Após terminar o colegial e, antes de começar suas aulas na universidade de Harvard, Malia Obama resolveu tirar um ano de intervalo e, desde então, estava longe das mídias – e, para nós, isso é quase como estar desaparecida.

malia-obama-peru-bolivia
(Reprodução)

Mas não por muito tempo! De acordo com o New York Times, a filha de Obama fez uma viagem de 83 dias para a Bolívia e o Peru em segredo. Ao lado de outros 11 estudantes, Malia viajou com a empresa Where There Be Dragons, que organiza viagens educacionais para jovens. Ela morou com uma família “adotiva” na cidade de Tiquipaya na Bolívia e, de acordo com o programa do site, “examinou movimentos sociais e os esforços de conservação ambientas nas montanhas e selvas da Bolívia e do Peru.”

Ela tinha mantido tudo em segredo, até a imprensa boliviana descobrir a história. Malia viajou com diferentes guias de viagem, que foram apenas avisados que estariam com uma “pessoa americana muito importante”, mas ela foi tão humilde e “normal” que eles nem conseguiram diferenciar, entre os 12 estudantes, quem era essa pessoa importante.

(Reprodução)
(Reprodução)

+ Leia mais: Maior fofura do dia: os Obamas curtindo a neve

“Ela foi muito humilde, falante e falava espanhol superbem”, disse Gregorio Mamani, um dos guias, ao New York Times. Ele também contou que ela não recebeu nenhum tratamento especial e participou exatamente das mesmas atividades dos outros estudantes.

Arrasou! Mas, podemos falar sobre o fato de que a filha do, então atual, presidente dos Estados Unidos saiu do país por três meses sem ninguém ter notado? Uau.

promo-volta-as-aulas2017

Continua após a publicidade
Publicidade