Kim Kardashian congelará suas contas nas redes sociais por motivo nobre

A empresária adere campanha contra o ódio e a desinformação

Por Vitória Macedo - Atualizado em 16 set 2020, 16h17 - Publicado em 16 set 2020, 16h03

 

 

Nesta terça-feira (15), Kim Kardashian anunciou que ficará um tempo longe das redes. Ela irá congelar sua conta no Instagram e no Facebook por um dia como iniciativa da campanha Stop Hate for Profit (“Dê um basta no ódio pelo lucro” em tradução livre). Esse é um protesto contra a disseminação do discurso de ódio e desinformação nas redes.

O movimento, que procura responsabilizar as empresas de mídia social pelo ódio em suas plataformas, ganhou força em Julho ao fazer boicote publicitário de um mês no Facebook. Mais de 1.200 aderiram, incluindo Fod, Adidas, Verizon e Unilever.  “A mídia social deve priorizar as pessoas ao invés do lucro”, diz o site da campanha.

Agora, a coalizão está na Week of Action (Semana de Ação) em que indivíduos, como a própria Kim, se manifestaram nas redes sociais para aumentar a conscientização sobre o Facebook como uma “força prejudicial em nossa sociedade” que lucra com o ódio das pessoas. Essa semana inclui com ações no Instagram, como a paralisação de 24h nas publicações.

A participação de Kim fez com que a causa ganhasse ainda mais visibilidade, depois que a empresária divulgou em seu Twitter. “Eu amo que eu consigo me conectar diretamente com vocês através do Instagram e do Facebook, mas eu não posso ficar sentada e calada enquanto essas plataformas continuam permitindo a disseminação do ódio, propaganda e desinformação”, escreveu.

Continua após a publicidade

Ela ainda convidou seus seguidores para se juntarem a ela nessa causa. “A desinformação compartilhada nas rede sociais tem um sério impacto em nossas eleições e prejudica nossa democracia. Por favor, junte-se a mim amanhã, quando eu estarei “congelando” minha conta no Instagram e no FB”.

A coalizão em seu site diz que essa semana também foca na crescente preocupação de dois problemas que, segundo o site, o Facebook amplifica em nossa sociedade: O racismo, violência e o ódio, e as eleições desinformadas, visto que os Estados Unidos está em período eleitoral para eleger o novo presidente.  

Além de Kim, outros famosos também aderiram a causa e congelarão suas contas, como Katy Perry, Jennifer Lawrence, Ashton Kutcher, Jamie Foxx, Leonardo DiCaprio, e Michael B. Jordan.

Continua após a publicidade
Publicidade