Kesha está de volta e cheia de esperança no clipe de Praying

Após quatro anos sem poder lançar nada próprio, Kesha retorna com uma música linda

Por Gabriela Zocchi Atualizado em 6 jul 2017, 15h21 - Publicado em 6 jul 2017, 15h15

Depois de uma longa batalha judicial contra o produtor Dr. Luke, Kesha finalmente está de volta! Nesta quinta-feira (6), a cantora lançou seu novo single, Praying, depois de ficar quatro anos sem poder lançar um álbum. Ao contrário do som que estávamos acostumados a ouvir dela, a nova faixa é mais reflexiva e emotiva.

O clipe, bem artístico, começa com um monólogo em que questiona o significado da vida. “Eu estou morta? Ou esse é um daqueles sonhos? Aqueles sonhos horríveis que parecem durar para sempre? Se eu estou viva, por quê? Se há um deus ou o que quer que seja, algo, em algum lugar, por que fui abandonada por todos e por tudo o que eu já conheci? Eu já amei? (…) Por favor, deixe-me morrer. Estar viva dói demais”, diz a cantora.

View this post on Instagram

Praying is here 🙏 I hope this song reaches people who are in the midst of struggles, to let them know that no matter how bad it seems now, you can get through it. If you have love and truth on your side, you will never be defeated. don't give up on yourself. that's the key. Read my letter on @lennyletter Link in Bio #grateful #humbled #praying

A post shared by Kesha (@iiswhoiis) on

Continua após a publicidade

Então a música vem com uma mensagem mais esperançosa e de superação. “Eu aprendi a lutar por mim mesma (…) Espero que sua alma esteja mudando/Espero que você encontre sua paz”, canta Kesha. Muitos acreditam que a faixa é uma mensagem a Dr. Luke e a todos aqueles que a julgaram após os acontecimentos com o produtor.

Ao divulgar o clipe em seu Facebook, a cantora compartilhou também uma carta aos fãs. “Esta música é sobre sentir empatia por outra pessoa, mesmo se ela te machucou ou te assustou. É uma música sobre aprender a ter orgulho da pessoa que você é, mesmo nos momentos mais baixo-astral, quando você está se sentindo sozinha (…) Se você tem amor e verdade do seu lado, você nunca será derrotado. Não desista de si mesmo”, escreveu.

Capa de Rainbow, o novo disco de Kesha Sony Music/Reprodução

Praying é o primeiro single do novo álbum de Kesha, Rainbow, que será lançado em 11 de agosto.

O CASO KESHA X DR. LUKE

Em outubro de 2014, Kesha processou o produtor Dr. Luke alegando ter sofrido abusos físicos, verbais, sexuais e emocionais ao longo de dez anos. No processo, ela pedia a revogação de seu contrato com o produtor e sua gravadora, a Sony Music. Em abril do ano passado, a Suprema Corte de Nova York considerou Dr. Luke inocente das acusações, mas deu autorização para Kesha não precisar mais trabalhar com ele. Para tentar seguir com sua carreira, em agosto a cantora retirou as acusações contra Luke e entregou músicas novas à gravadora, mas ainda afirma que não se sente livre.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade