Justin Bieber rebate acusações de abuso sexual pelo Twitter

O cantor disse que Selena Gomez é a testemunha da sua inocência

Por Izabel Gimenez Atualizado em 22 jun 2020, 20h05 - Publicado em 22 jun 2020, 13h47

Na tarde deste domingo (21/6), Justin Bieber foi acusado por duas garotas de assédio sexual nos anos de 2015 e 2016. O primeiro relato foi de Dani, que afirmou que tomou coragem depois de ler sobre a denúncia envolvendo o ator Ansel Elgort. O cantor usou suas redes sociais para negar as acusações e disse não ter conhecimento sobre o assunto.

Apesar de estar acostumado a ver seu nome envolvido com polêmicas, Bieber afirmou que leva muito a sério assuntos relacionados a assédio. “Rumores são rumores, mas abuso sexual é algo sério. Eu queria falar imediatamente, mas por respeito a tantas vítimas que lidam com esses problemas diariamente, eu queria ter certeza de que reuni os fatos antes de fazer qualquer coisa”, escreveu no Twitter. 

“Nas últimas 24 horas, apareceu um novo tuíte que contava uma história minha envolvida com abuso sexual em 9 de março de 2014, em Austin, Texas, no hotel Four Seasons. Quero ser claro. A menina contou que uma multidão se reuniu em Austin, onde apareci no palco e cantei algumas músicas. O que essa pessoa não sabia é que eu estava com a minha namorada na época, Selena Gomez“, garantiu.

Por fim, Justin disse que reconhecia a gravidade da situação e colaboraria com a investigação. “Toda acusação de abuso sexual deve ser levada muito a sério e é por isso que minha resposta foi necessária. No entanto, essa história é impossível de ter acontecido. Vou trabalhar com o Twitter e as autoridades para tomar medidas legais“, finalizou.

 

Continua após a publicidade

Publicidade