Justin Bieber fará aulas de “controle de raiva” como acordo por prisão em Miami

Segundo o TMZ, cantor vai se declarar culpado de acusações para escapar de condicional

Por Bruno Dias Fotos: Getty Images Atualizado em 17 ago 2016, 14h02 - Publicado em 13 jun 2014, 12h40

A equipe de defesa de Justin Bieber quer entrar em um acordo com a Justiça para tentar aliviar a punição ao cantor pela prisão em Miami, em janeiro deste ano, quando ele foi preso e acusado de dirigir alcoolizado, resistir à prisão e dirigir com carteira de habilitação vencida.

Segundo o site TMZ, Bieber quer se declarar culpado pela imprudência no trânsito e as outras acusações seriam retiradas. Além disso, ele vai pagar uma multa e frequentar aulas de “controle de raiva”. Com isso, os advogados do cantor querem evitar que ele seja colocado em liberdade condicional.

Ainda de acordo com o TMZ, a negociação com a Justiça acontece desde janeiro e até agora a defesa de Bieber não conseguiu chegar a um acordo.

A primeira proposta do juiz era para Justin Bieber produzir, estrelar e pagar por uma campanha antidrogas, mas tanto advogado quanto promotor recusaram. A promotoria queria que Bieber participasse de um curso sobre drogas e álcool, que foi recusado pela defesa do cantor, que alegou que seu cliente não tem problemas com essas substâncias, fora que se ele aceitasse estaria admitindo ter problemas com drogas.

O novo acordo, que evita a liberdade condicional de Justin Bieber, será proposto no tribunal daqui duas semanas.

Continua após a publicidade
Publicidade