João Guilherme revolta fãs com comentário polêmico sobre Aves de Rapina

O cantor disse que foi ver o filme da "muié do Coringa", sendo que a trama mostra a anti-heroína tentando se livrar desse rótulo

Por Gabriela Zocchi - Atualizado em 6 fev 2020, 19h45 - Publicado em 6 fev 2020, 14h58

João Guilherme foi ao cinema ver o tão aguardado novo filme da DC, Aves de Rapina: Arlequina e Sua Emancipação Fantabulosa, mas parece não ter entendido muito bem a trama do longa…

“Acabei de assistir a Aves de Rapina, o filme da muié do Coringa, sabe? Mei blé”, escreveu ele no Twitter. Acontece que o filme, que chega oficialmente nesta quinta-feira (6) nas salas de todo Brasil, começa com Arlequina (Margot Robbie) terminando seu relacionamento com Coringa, seu parceiro abusivo, e mostra justamente a luta da vilã ao tentar se livrar da imagem do ex embuste e buscando sua independência.

A história, inclusive, mostra a anti-heroína ao lado de outras quatro mulheres que também estão atrás de sua emancipação, nos diferentes níveis que isso pode significar, e João Gui ter resumido o filme ao fato de que Arlequina é somente “mulher do Coringa” não pegou bem. “Acabei de ler o tweet do ‘ex da Larissa Manoela’, aquele hômi da Jade Picon, sabe? Mei blé”, respondeu um perfil na rede social. Até Maisa, que é amiga do ator, chamou a atenção dele. “A João Guilherme, muié do Coringa é osso”, escreveu ela.

Continua após a publicidade

“Olha, eu achei que falando mulher do Coringa ia ser mais fácil de vocês entenderem de quem eu tava falando, vei. Não foi desmerecendo, não”, tentou justificar ele. “Eu tô falando de uma personagem. Ela desde o início é namorada do Coringa e os dois são um casal para sempre (quase). É só uma referência”, escreveu.

Continua após a publicidade

A desculpa não colou muito, e então ele decidiu fazer um desabafo sobre o Twitter e o fato de sempre surgirem pessoas para ofendê-lo. “Vocês aqui do Twitter são tóxicos. Vocês têm prazer de querer vir até aqui falar coisas para me ofender, porque vocês não vêm aqui quando eu falo bom dia? (…) É só a pessoa dar um pititico deslize que vocês caem matando achando que são os donos da moral e os politicamente corretos. Se a intenção é corrigir alguém, não é ofendendo que se faz”, disse.

Ele relembrou também um caso que gerou polêmica no ano passado, quando foi acusado de gordofobia. “Já pedi desculpa, não me ofenda. De nenhuma maneira. Eu falei m*rda no fim do ano passado e vi o quão ruim é ofender alguém. Vocês que me mostraram isso. A gente não vai para lugar nenhum oprimindo os outros”, completou.

O que você achou dessa história, hein? Se tem algo que a gente pode aprender com isso é que não tem nada a ver limitar mulheres a uma coisa só, especialmente se essa coisa for um namorado, seja ele ex ou atual, né?

Você já viu as dicas que Margot Robbie e o resto do elenco de Aves de Rapina deram à CH sobre fins de relacionamentos?

Publicidade