Harry Styles se abre sobre Taylor Swift: “Momento de aprendizado” | Capricho

Harry Styles se abre sobre Taylor Swift: “Momento de aprendizado”

O cantor é capa da edição comemorativa de 50 anos da Rolling Stone

Por Bruna Nobrega Atualizado em 18 abr 2017, 17h00 - Publicado em 18 abr 2017, 13h30

Harry Styles quer nos matar do coração real oficial. O cantor se abriu demais em sua entrevista para a capa da revista Rolling Stone e falou sobre a pausa do One Direction, a saída do Zayn, sua carreira solo e como seus romances passados inspiraram seu novo álbum. Dá uma olhada:

Sobre a pausa da banda

“Eu queria me impor. Tinha músicas que eu queria escrever e gravar, e não ter simplesmente alguém falando ‘aqui está a demo que eu fiz’. Toda decisão que tomei desde os 16 anos foi feita em democracia. Eu senti que era hora de tomar uma decisão sobre o futuro… e talvez eu não deveria depender dos outros. Eu amo a banda, e nunca descartaria nada no futuro. A banda mudou a minha vida e me deu tudo.”

Rolling Stones/Divulgação

Sobre os comentários recentes do Zayn a respeito do 1D

“Eu acho uma pena que ele se sinta desse jeito, mas eu nunca desejo nada além de sorte a qualquer um fazendo o que ama. Se você não está gostando de algo e precisa fazer outra coisa, você absolutamente deve fazer isso. Eu estou feliz que ele está fazendo o que gosta e desejo boa sorte a ele.”

Sobre o romance com a Taylor Swift

“Quando eu vejo fotos daqueles dias, eu penso: ‘Relações são difíceis em qualquer idade. E, somando que você não entende de verdade como isso funciona quando tem 18 anos, tentar navegar por todas essas coisas não foi fácil. Quer dizer, você já é estranho para começar. Você está em um encontro com alguém de que você realmente gosta. Deveria ser simples, né? Foi um momento de aprendizado, com certeza. Mas no fundo eu só queria que fosse um encontro normal.”

Continua após a publicidade

“Algumas coisas não dão certo. Tem muitas coisas que podem ser certas, mas ainda são erradas. Eu estou escrevendo músicas sobre coisas como essas. Eu gosto de tirar o chapéu para o tempo que passamos juntos. Você está celebrando o fato de que foi poderoso e te fez sentir algo, em vez de ‘isso não funcionou e agora é ruim’. E, se você esbarrar nessa pessoa, talvez seja estranho, talvez você tenha que ficar bêbado… mas vocês dividiram algo. Conhecer alguém novo e dividir essas experiências é a melhor coisa do mundo. Então, obrigada.”

https://www.instagram.com/p/BS27VfhFbWx/

Sobre as músicas dela [Style e Out Of The Woods, especificamente]

“Quer dizer, eu não sei se são sobre mim ou não, mas a coisa é: ela é tão boa que elas estão por todos os lugares. Eu escrevo sobre as minhas experiências, todo mundo faz isso. Eu tenho sorte se [tudo que passamos juntos] ajudou a criar aquelas músicas. É o que toca seu coração. São as coisas mais difíceis de dizer, e é sobre o que eu menos falo. Essa é a parte sobre duas pessoas. Eu nunca vou dizer tudo a alguém.”

Sobre a maior inspiração do seu álbum – a relação mais significante que Harry teve nos últimos anos (Talvez Kendall Jenner?)

“Ela é uma grande parte desse álbum. Às vezes você só quer abaixar a ponta do chapéu, e às vezes você quer tirar o chapéu inteiro… e eu espero que ela saiba que é para ela.”

Rolling Stones/Divulgação

Que entrevista! Amém, Harry Styles!

Continua após a publicidade
Publicidade