Grammy é adiado devido ao aumento de casos de Covid-19 nos Estados Unidos

Uma nova data ainda não foi definida para a principal premiação do mundo da música

Por Bruna Parrado 6 jan 2022, 12h49

Com a variante Ômicron se espalhando pelo mundo, os casos de Covid-19 estão aumentando novamente e as medidas restritivas devem ser retomadas com maior rigidez. Frente a esse cenário, a Recording Academy e a CBS decidiram suspender a 64ª edição do Grammy, que aconteceria no dia 31 desse mês.

A principal premiação do mundo da música ainda não foi remarcada. Em comunicado à imprensa e público, as empresas responsáveis pelo evento informaram sobre essa decisão tomada “após uma cuidadosa consideração e análise com autoridades municipais e estaduais, especialistas em saúde e segurança”.

A saúde e a segurança daqueles em nossa comunidade musical, da plateia e das centenas de pessoas que trabalham incansavelmente para produzir nosso show continua sendo nossa prioridade. Dada a incerteza em torno da variante Ômicron, realizar o show no dia 31 de janeiro simplesmente contém muitos riscos”, disse a nota.

Quando a notícia foi divulgada, alguns usuários do Twitter começaram a pedir que a premiação acontecesse de forma virtual, mas parece que em breve irão anunciar uma nova data para que ela ocorra presencialmente. A lista de indicados para o Grammy 2022 chegou no final de novembro de 2021 e nomes como Olivia Rodrigo, Lil Nas X e Billie Eilish foram destaques.

Continua após a publicidade

Publicidade