~Garota da água~ do Globo de Ouro processa marca que a tornou famosa

Lembra da menina que invadiu a foto de todos os famosos na premiação? Ela não ficou nada feliz com a Fiji...

Por Gabriela Zocchi Atualizado em 1 fev 2019, 14h28 - Publicado em 1 fev 2019, 14h26

Durante o tapete vermelho do Globo de Ouro 2019 nenhum artista chamou mais atenção do ela, a ~Garota da Água~. Caso você não se lembre, na noite da premiação a modelo Kelleth Cuthber foi contratada pela marca de água mineral Fiji Water Company para segurar uma bandeja com garrafinhas da bebida bem no lugar em que as celebridades tiravam fotos no red carpet, ~invadindo~ assim os cliques de basicamente todo mundo.

globo-de-ouro-garota-da-agua-watergirl
Richard Madden e a “garota da água” no tapete vermelho do Globo de Ouro Stefanie Keenan for Fiji Water/Getty Images

A ação diferentona atraiu atenção, fama e muitos seguidores a Kelleth, mas parece que agora a modelo não quer mais ser atrelada à marca. De acordo com o site Deadline, ela abriu um processo contra a Fiji no Tribunal Superior de Los Angeles alegando que a marca estaria usando sua imagem sem autorização.

É que depois da premiação, a Fiji Water Company começou a espalhar por algumas lojas de West Hollywood totens de papelão com a foto de Kelleth, mas ela não teria sido paga nem concordado isso. Segundo os documentos apresentados pela modelo, a empresa de água a teria procurado para que ela cedesse os direitos de sua imagem para ações desse tipo, mas Kelleth não aceitou a proposta, mesmo tenho recebido alguns ~mimos~ da marca.

Só que mesmo sem a autorização a empresa distribuiu os papelões com a foto da modelo para promover seu produto, e então Kelleth decidiu abrir um processo pedindo que a Fiji Water Company parasse de usar sua imagem e exigindo ainda uma indenização monetária.

Em resposta à ação, a empresa criticou a atitude da modelo. “Este processo é frívolo e inteiramente sem mérito. Depois do momento da mídia social do Globo de Ouro, negociamos um acordo generoso com a Sra. Cuthbert, e ela o violou flagrantemente. Estamos confiantes de que vamos prevalecer no tribunal”, afirmaram em comunicado ao Deadline.

Que treta, hein?

Continua após a publicidade

Publicidade