Fora do BBB20, Pyong desabafa sobre bebedeira e acusações de assédio

Hipnólogo ainda ficou frustrado ao ver que seu canal no YouTube cresceu bem menos do que esperava

Por Vand Vieira - Atualizado em 18 mar 2020, 10h14 - Publicado em 18 mar 2020, 01h42
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

Que tombo, hein? Um dos jogadores mais confiantes (ou soberbos, se preferir) do BBB20, Pyong Lee foi eliminado na noite desta terça-feira (17/3). Disputando a preferência do público contra Babu Santana (47,71%) e Rafa Kalimann (0,59%), o hipnólogo deixou o programa com um índice de rejeição de 51,70%.

Na #RedeBBB, entrevista que rola ao vivo após o resultado das votações, ele disse que considera a decisão de desafiar Felipe Prior e se colocar no paredão o seu maior equívoco no game. “Sei que outros erros, que admiti e pelos quais já me desculpei, também pesaram”, emendou, se referindo às acusações de assédio nas redes sociais.

Em um dos quadros do bate-papo, o #EuNunca, Pyong aparece dizendo (antes do confinamento) que jamais iria contra seus princípios e valores. “[Acho que] não dá para falar que cumpri 100% [pelo que aconteceu naquela noite, por causa da bebida]“, comentou.

Continua após a publicidade

Já na parte em que os eliminados podem rever suas redes sociais, rolou uma (outra) frustração seu número de inscritos no YouTube foi de 6 milhões para 7,5 milhões, 2,5 milhões a menos do que a meta: “É, acho que não reverberou tanto assim”.

No fim, além de ganhar um ábaco (para não precisar fazer contas nos dedos aqui fora. Hahaha!), o hipnólogo elegeu Rafa como a pessoa que quer levar para a vida toda, Mari Gonzalez como planta, Flayslane como um possível personagem e Prior como o que mais causa. “Acho que ele vai ser o próximo eliminado”, apostou.

Eu conto ou vocês contam, xentê?

Continua após a publicidade
Publicidade