Família confirma que epilepsia causou ataque fatal em Cameron Boyce

Ataque epilético foi a causa da morte do ator, que interpreta o personagem Carlos De Vil em Descendentes, revelam parentes.

Por Da Redação Atualizado em 21 jul 2019, 20h07 - Publicado em 10 jul 2019, 10h43

No último sábado (6/7), Cameron Boyce faleceu aos 20 anos. Apesar de a autópsia para descobrir a causa da morte já ter sido feitas na última terça, 9, a família do ator ainda não havia confirmado qual seria a condição que Cameron estava tratando e que o teria levado a óbito. Em entrevista recente à PEOPLE, contudo, o silêncio foi quebrado.

Boyce deitado em sua cama dias antes de falecer Reprodução/Reprodução

Confirmando as suspeitas, Boyce sofria de epilepsia e apresentava quadros de convulsão. O último ataque teria causado a morte súbita do jovem. “A trágica passagem foi resultando de uma condição médica em curso, e essa condição era a epilepsia”, revelou a família de um dos astros da saga Descendentes, da Disney.

De acordo com uma pesquisa encomendada pelo governo dos Estados Unidos em 2016, a morte súbita por epilepsia é a segunda causa de falecimentos neurológicos prematuros no mundo, ficando atrás apenas da morte súbita por AVC. Segundo o Dr. Daniel Friedman, pesquisador da Universidade de Nova York, um milhão de americanos correm o risco de morrer de um ataque epilético.

  • Apesar de a família ter revelado a causa da morte, ela pede que os fãs e a imprensa respeitam o luto dos parentes: “Nós estamos de coração partido e pedimos privacidade durante esse período de imensa dificuldade“.

    Continua após a publicidade
    Publicidade