“Eu amo minha ex-namorada, sempre vou amar”, diz Cody Simpson sobre Gigi Hadid

O cantor ainda deu uma declaração meio sem sentido sobre sua relação com Selena Gomez

Por Gabriel Justo - Atualizado em 17 ago 2016, 16h43 - Publicado em 16 jul 2015, 20h20

Parece que as coisas terminaram realmente muito bem entre Cody Simpson e Gigi Hadid (que já está com o Joe Jonas) foi realmente bem amigável. Em entrevista à revista DuJour, o cantor australiano afirmou que a cobertura da imprensa atrapalhava bastante o namoro, e que o término aconteceu para que ele pudesse focar na sua carreira.

“Eu amo minha ex-namorada e sempre vou amar. [Terminar] foi uma decisão mútua, amigável, e nós ainda nos falamos de vez em quando”, disse Cody. O que me deixava desconfortável era o assédio da mídia. Sair pra jantar e ter aquele monte de papparazzi… Assim que terminamos eu percebi que eu estava me desviando de quem eu era realmente. Quero focar na música”, explicou.

Simpson, que recentemente apareceu em várias fotos da Selena Gomez no Instagram, disse ainda que não é porque você saiu numa foto com alguém que você tem, necessariamente, algo com essa pessoa. Mas ficou uma frase tão, tão estranha, que a gente traduziu ao pé da letra pra você interpretar como achar melhor. Olha só:

“Sabe, segundo a percepção das pessoas, se você é visto com alguém uma vez, todo mundo já pensa que você faz parte daquele grupo. Mas quando se trata de sair com os amigos todo dia, eu não vejo essas pessoas, realmente. Eu passei por uma fase em que eu e Selena éramos ótimos amigos, e aí isso ficou um pouco estranho porque eu só tentava ser legal com todo mundo. De qualquer maneira, eu não necessariamente vejo essas pessoas frequentemente.”

Continua após a publicidade

E aí? Entendeu? Nem a gente! 😛 E apesar de estar focado no trabalho, Cody ainda comentou que não tem pressa. “Eu só ser me divertir e ser jovem, fazer coisas como surfar, ficar bêbado…”, confessou ele. “Eu sinto que, aos 18, você ainda esta se descobrindo. O John Mayer só lançou o seu primeiro álbum aos 23 anos. Eu tenho cinco anos pela frente até lá. Não estou preocupado.”

Publicidade