Em DR relâmpago, Marcos e Emilly terminam namoro

O casal que todo mundo ama odiar cansou um do outro e rompeu

Por Danih Atualizado em 17 mar 2017, 11h03 - Publicado em 17 mar 2017, 06h15

Um pequeno resumo pra quem tá chegando agora:
Marcos se interessou por Emilly no primeiro dia de BBB. A gente não sabe se ele se interessou mesmo ou só pensou que ela seria mais fácil de incluir no jogo que ele pretendia fazer. Tentou beijá-la, mas nada feito. Depois do beijo forçado, Emilly e Marcos ficaram amigos em tons pastel… Digo tons pastel porque não era uma amizade colorida, mas também não era preta e branca. Meio desbotada, mas já era alguma coisa.

C7FaIhSXwAMlKAy.jpg

Enquanto isso, Marcos se tornava alvo da casa por ser abusado com as meninas. Era o desespero pra formar um casal e se manter na casa ou ele tem aquele comportamento na vida real? Nunca saberemos. Vivian e Mayara, que ganharam o líder na primeira semana, o indicaram falando sobre isso e, na semana seguinte, Emilly pegou a liderança e se vingou por terem ameaçado o mozão. Mas calma que ainda não era mozão!

Nessa época, Emilly era grude da Roberta e do Luiz Felipe. Ambos odiavam o Marcos e impediam esse amor, tipo Romeu e Julieta. A história dos dois foi crescendo, crescendo, crescendo… Marcos levava flores para Emilly todos os dias, a tratava como a princesa que ela insiste em dizer que é e já falavam até de filhos.

Chegou a festa do chiclete patrocinador, quando estavam há quase um mês nesse chove-não-molha, e selou de vez o romance. Eles se beijaram pela primeira vez depois de 850 DRs. E aquilo ali era muito mais tranquilo do que agora, acredite!

Depois do beijo, Marcos se tornou um homem comum e não fazia mais questão de agradar. Emilly já era mimada, egoísta, deslumbrada e todos os adjetivos que ele começou a usar contra ela desde o início do programa, mas agora isso se tornou um problema. Com 15 dias de namoro, Marcos e Emilly não se aguentavam mais. DR após DR, a gente que acompanha 24h estava doido para que isso terminasse de uma vez. E se a gente torcia, imagina o pessoal da casa? O casal virou alvo dos votos e Emilly acabou três vezes no paredão.

Continua após a publicidade

A coisa já estava tensa, mas com a chegada da Elettra piorou. Emilly teve ciúme da simpatia de Marcos com a visita e o questionou sobre não tratá-la mais da forma como foi lá no inicio de tudo. Marcos disse meia dúzia de frases sobre evoluir como ser humano (não foi isso, mas a gente sabe que essa é a real intenção) e foi rebatido algumas vezes. Claro que o Marcos não gostou e disse pra Emilly que era melhor eles darem um tempo.

Que tempo nada, rapaz! Emilly mandou na lata: “Eu não sou mulher de dar tempo. Vamos romper”. E assim foi, um pouquinho antes da prova do líder e na DR mais rápida que se conseguiu calcular, o falecimento do único ship desse BBB!

Por falar em prova do líder: era um quiz sobre as coisas que aconteceram lá fora durante o confinamento. Vai parecer um choque, mas já estamos em março e na próxima semana completamos dois meses assistindo a essas pessoas. Achou que era menos? Então tenho uma notícia ruim, bem ruim. Daqui menos de um mês já acaba! Vocês vão chorar de saudade da Emilly que eu sei!

C7FdHx5W4AA85lA.jpg

Mas não é hora de falar dela agora. Ilmar mandou bem chutando certo sobre todas as questões e se tonou o líder. Ele já adiantou que a indicação será o Rômulo e, caso alguém pegue o anjo e o imunize, ele vai na pessoa.

Já em seu quarto novo, Ilmar chamou o ex-casal para comer os docinhos que ele tem disponíveis e lá conversaram numa boa, como se fossem amigos. Ou seja… tá tudo bem, tá tudo ótimo. Vamos ver até quando esse gelo se mantém!

Continua após a publicidade
Publicidade