Com pai do criador de Riverdale preso, elenco fala de crise na Nicarágua

O vídeo foi compartilhado nas redes sociais dos atores e faz um apelo aos fãs

Por Djenifer Dias Atualizado em 9 set 2021, 16h06 - Publicado em 9 set 2021, 15h08

Os fãs de Riverdale foram surpreendidos quando o elenco compartilhou um vídeo com uma mensagem bem séria. No conteúdo postado nas redes sociais dos atores, eles fizeram um pedido de ajuda sobre a situação que o pai do criador da série vem enfrentando.

Francisco Aguirre-Sacasa foi detido pelo governo da Nicarágua desde julho. “Ele tem lutado incansavelmente pela democracia e pelos direitos humanos. E, por causa disso, no meio da noite, sua casa foi invadida por guardas armados, agindo pela ordens do ditador do país”, disse Cole Sprouse sobre o pai de Roberto Aguirre-Sacasa, criador da série.

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Roberto Aguirre-Sacasa (@writerras)

Continua após a publicidade

A atriz Lili Reinhart chamou atenção para o fato de que isso não aconteceu apenas apenas com Francisco. “O pai do Roberto e dezenas de outros ativistas foram sequestrados e presos. Ninguém sabe onde eles estão sendo mantidos e se estão dando comida ou água ou remédio a eles.”

Não apenas por Francisco, mas por qualquer líder político que colocam suas vidas em risco também para fazer desse mundo um lugar melhor“, completou Vanessa Morgan, intérprete de Toni Topaz.

O elenco ainda compartilhou o link para uma petição e pediu para os fãs usarem as hashtags #FreeFancisco e #SOSNicaragua.

  • O que está acontecendo na Nicáragua

    O governo está promovendo uma busca por qualquer pessoa que seja contra ele, emitindo pedidos de prisão e sequestros alegando “traição e conspiração”. De acordo com o jornal El País, cerca de 34 pessoas foram detidas por motivos políticos, incluindo sete pré-candidatos presidenciais, jornalistas e banqueiros. Tudo isso usando uma série de leis punitivas que foram aprovadas em 2020 para calar e perseguir seus críticos.

    Esperamos que Francisco e os demais detidos fiquem bem!

    Continua após a publicidade
    Publicidade