Descubra o que existe por trás dos grafites de Justin Bieber

O que os desenhos do Bieber dizem sobre ele? Separamos 6 imagens e levamos para uma psicóloga analisar. Veja o que ela disse!

Por Bruno Dias Atualizado em 17 ago 2016, 12h42 - Publicado em 14 dez 2013, 11h20

Que Justin Bieber aproveitou os momentos de folga de sua Believe Tour para treinar seu novo hobby, o grafite, todo mundo viu. Ele fez desenhos durante sua passagem pela Colômbia, Argentina, Austrália e até causou ao grafitar paredes de um hotel no Rio de Janeiro. Aí veio a dúvida: o que será que Justin quer dizer – ou mesmo diz sem saber – com os seus desenhos?

Para descobrir, a CAPRICHO selecionou seis grafites (esses que aparecem ao longo da matéria) e pediu para a psicóloga Valdirene Pires, especialista em adolescentes, analisar o que pode nos dizer os traços do cantor. Ela identificou quatro pontos em comum a todos os desenhos. Dá uma olhada:

Agressividade

Uma coisa que se repete em quase todos os desenhos são traços fortes e imagens meio assustadoras (não acham?). “Todos os desenhos têm aspectos de agressividade, são pichações assimétricas que expressam sua hostilidade”, analisou a psicóloga Valdirene Pires.

Atitudes destrutivas

Fato: Justin gosta de grafitar em lugares proibidos e não está nem aí com isso. “Ele está buscando sua identidade por meio de atitudes destrutivas, que acabam sendo ruins para sua própria imagem”, diz Valdirene. A busca pela sua própria personalidade faz parte do amadurecimento da adolescência. Mas, com Justin, tudo vira polêmica!

Continua após a publicidade

Criatividade

Todo mundo está cansado de saber que Justin Bieber é bom no que faz, dança e canta muito. E o grafite é apenas uma nova forma de expressar sua veia artística. “Podemos pensar que Justin, de uma certa forma, se expressou e deixou sua marca nos lugares por que passou.” Pena que os paparazzi apagaram tudo… 🙁

Rebeldia

Essa postura rebelde de Justin é muito comum na adolescência. Quem nunca matou uma aula, mentiu pros pais ou causou na rua com um grupo de amigos? Isso é parte da vida e todo mundo esquece. Mas, se você fosse famoso como o Justin… aí tudo ia ser diferente! A fama traz conflitos e uma exposição que torna todo esse processo de amadurecimento ainda mais complexo. “Ele não é mais criança e também não é adulto”, diz Valdirene. “Talvez essa fase rebelde seja um momento de ruptura, necessária para o seu crescimento”.

Jura uma coisa, Justin: você pode até crescer e amadurecer, mas não perca nunca essa marra que a gente ama, tá?

Vocês concordam com a leitura da psicóloga?

Continua após a publicidade

Publicidade