Demi Lovato sobre transtornos mentais: “é possível viver bem”

A cantora abriu o jogo mais uma vez sobre seu transtorno bipolar

Por Gabriela Zocchi 30 nov 2016, 19h51

Por causa da internação de Kanye West, na semana passada, muitas celebridades voltaram a falar sobre transtornos mentais. Em entrevista à People, Demi Lovato comentou mais uma vez sua luta contra vícios, mutilação e distúrbios alimentares desde que foi diagnosticada com transtorno bipolar em 2011.

https://www.instagram.com/p/BMj3a8CgUXQ/?taken-by=ddlovato

Se você conhece alguém, ou se você mesma está lidando com isso, saiba que é possível viver bem. Eu sou a prova viva disso“, falou a cantora. Segundo ela, é preciso se esforçar todos os dias para conseguir se manter sã e é sempre bom aceitar a ajuda dos familiares e dos amigos. “Esse relacionamento tem que ser contínuo – não é só ver um terapeuta ou um psiquiatra de vez em quando, é algo que você precisa manter para ter certeza de que conseguirá viver com esse transtorno mental”, explicou Demi.

https://www.instagram.com/p/BNb2oOHA-pR/?taken-by=ddlovato

A cantora, que se juntou a cinco ONGs sobre saúde mental para criar o evento Be Vocal: Speak Up for Mental Health em maio do ano passado, acredita que iniciativas desse tipo são importantes. “Os jovens de hoje são parte de uma geração que, eu espero, vai mudar o futuro para que, na próxima geração, falar sobre transtornos mentais não seja um tabu”, disse.

Musa, né?

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade