Demi Lovato: “Estou vivendo bem com a minha doença mental”

Cantora falou à People sobre sua luta e contou como Wilmer Valderrama foi importante em sua recuperação

Por Bruno Dias Fotos: Getty Images Atualizado em 17 ago 2016, 16h19 - Publicado em 28 Maio 2015, 16h30

Demi Lovato não vê problema algum em falar dos problemas que já enfrentou na vida e, em entrevista à People, a cantora abriu seu coração contando que luta contra doenças mentais, algo que afetava também seu pai, Patrick Lovato, que morreu em junho de 2013.

“Estou vivendo bem com a minha doença mental. Estou realmente funcionando como uma pessoa muito feliz o faria”, contou Demi. “Não poderia estar mais feliz atualmente. A vida é muito, muito boa. Eu tenho um novo cãozinho e não só estou apta a cuidar de mim mesma como também consigo tomar conta dele. Estou vivendo o meu sonho. A vida é bastante espetacular.”

A cantora contou que o pai sofria de esquizofrenia e bipolaridade. “Eu o vi viver uma vida bem infeliz porque tinha pouco acesso ao tratamento”, explicou. “Então é algo pessoal para mim. Eu só acho que as pessoas precisam aprender mais sobre doenças mentais e que o estigma precisa ser retirado.”

Wilmer Valderrama também foi citado na entrevista, sendo apontado como um dos grandes responsáveis pela recuperação de Demi Lovato ao longo dos anos. “Ele tem sido de muita ajuda no que diz respeito ao grupo de pessoas que me apoiam”, revelou a cantora, dizendo que ele está com ela desde a primeira vez em que procurou ajuda e sempre foi duro com ela quando precisou. “Ele falou, ‘sempre vou ser honesto com você e sempre vou querer o melhor para você’, e é isso que ele tem feito, sou muito agradecida por tê-lo em minha vida.”

Continua após a publicidade

Publicidade