Demi Lovato é acusada de promover assédio sexual e faz pedido de desculpas

A cantora criou polêmica no Twitter ao comentar pegadinha que fez com o seu segurança pessoal

Por Chames Oliveira Atualizado em 4 jun 2018, 12h50 - Publicado em 4 jun 2018, 12h45

Neste domingo (03/02), Demi Lovato fez a alegria dos fãs ao fazer uma sessão de perguntas e respostas no Twitter.  “Me ajudem, estou entediada! Me façam perguntas”, disse a cantora que, dessa forma, recebeu perguntas de diferentes temas. Uma das questões, no entanto, acabou criando polêmica pela resposta dada por Demi.

Ao ser questionada sobre qual teria sido a pegadinha mais engraçada que fez com alguém, Demi disse: “Contratei uma mulher da noite em Vegas e a mandei para o quarto de Max no hotel para surpreendê-lo. Ela entrou no quarto dele sem permissão e pegou ‘na área’ dele e ele surtou hahaha”. No caso, Max Lea é o segurança pessoal da intérprete de Tell Me You Love.

Só que muitos fãs não acharam a pegadinha nada engraçada e a acusaram de promover assédio sexual. “Eu não posso acreditar que isso é verdade. Por que ela acha que isso é piada?”, escreveu uma usuária sobre o tuíte de Demi.

Ao perceber a reação negativa dos seguidores, Demi resolveu falar do assunto: “Eu juro que eu poderia fazer um tuíte sobre estar com vontade de comer jujuba e isso poderia ofender alguém”, começou. “Para todas as pessoas que estão me atacando neste momento, escutem minha letra de Warrior e talvez você tenha mais compaixão por alguém que cometeu um simples erro. De todas as pessoas, eu sei sobre abuso sexual. Vocês não precisam me ensinar”. Eita!

Continua após a publicidade

Em seguida, Demi apagou o tuíte sobre a pegadinha e aproveitou para fazer um pedido de desculpas: “Perdão se alguém se ficou ofendido”. Para encerrar de vez assunto, a cantora respondeu um tuíte de apoio que dizia “a gente conhece você e a sua história”. Ao que ela rebateu: “Essa é a questão, as pessoas NÃO sabem toda a minha história…”

Tenso, né?

Continua após a publicidade
Publicidade