Bombeiros são vistos em frente ao prédio de Taylor Swift em NY

Taylor estaria tendo vários problemas com seu apartamento no bairro de Tribeca

Por Gabriela Zocchi - Atualizado em 23 fev 2018, 15h08 - Publicado em 23 fev 2018, 13h16

O apartamento de Taylor Swift no bairro de Tribeca, em Nova York, está causando uma grande dor de cabeça na cantora! Nesta quinta-feira (22), fãs alegaram que viram bombeiros na frente do prédio onde ela mora, e teve gente dizendo que um incêndio aconteceu na casa de Tay. Tenso, né?

As informações, contudo, não foram confirmadas por grandes veículos americanos, apenas compartilhadas por fãs nas redes sociais, por isso é difícil saber o que de fato aconteceu. Segundo testemunhas, Tay não estava em casa na hora do acidente.

https://twitter.com/taylorswiftbr/status/966809652305584129

VIZINHOS RECLAMÕES

Além de ter que lidar com as consequências de um suposto incêndio, Taylor também está tendo problemas com seus vizinhos. Muitos deles estão incomodados com a presença constante de fãs e paparazzi na frente do prédio. “Não precisamos de celebridades atraindo o foco de paparazzi ou de fãs. Sempre tem um grupo de garotas adolescentes gritando e desmaiando lá fora”, disse um dos moradores do prédio ao site do New York Post.

Foto/AKM-GSI

De acordo com fontes da publicação, os seguranças da cantora também costumam bloquear o elevador por cerca de meia hora toda vez que ela quer descer ou subir ao seu apartamento, o que tem irritado bastante a galera do condomínio.

Recentemente, Taylor, que é dona de um duplex na cobertura do prédio, comprou outro apartamento no prédio ao lado, desta vez com três andares. Embora nenhuma obra tenha sido realizada, os vizinhos estão preocupados que ela tente unir as duas casas. “Todos estão especulando o que ela vai fazer — se ela vai conectar os prédios com um acesso pelas garagens ou se vai juntar as duas coisas. As pessoas querem entender porque ela precisa de um segundo apartamento. Alguns acreditam que é para ter uma vaga melhor na garagem”, disse uma das fontes.

Que doideira, gente!

Continua após a publicidade
Publicidade