Atirador mata 58 pessoas em festival de música em Las Vegas

Homem atirou contra a multidão do 32º andar de um famoso resort da cidade

Por Gabriela Zocchi Atualizado em 2 out 2017, 12h49 - Publicado em 2 out 2017, 12h36

Os Estados Unidos acordaram em luto mais uma vez nesta segunda-feira (2). É que um homem matou 58 pessoas e deixou mais de 500 feridas após atirar do 32º andar do Mandalay Bay, um famoso resort de Las Vegas, durante a noite de domingo (1).

O homem, conhecido como Stephen Paddock, de 64 anos, disparou com rifles contra a multidão que participava de um festival de música country, a uma quadra do hotel onde estava. A polícia americana já considerou a ação o maior ataque a tiros da história dos Estados Unidos – e declarou que o número de mortos ainda pode aumentar devido ao estado de alguns dos feridos.

Paddock teria jurado lealdade ao Estado Islâmico há alguns meses, de acordo com a Reuters, e o grupo extremista tentou reivindicar o atentado, mas uma autoridade americana declarou à rede de televisão CNN que por enquanto não foram encontradas conexões do crime com grupos terroristas.

Continua após a publicidade

Os tiros começaram por volta das 22h do horário local. Testemunhas que estavam no Route 91 Harvest Festival declararam que ouviram barulhos semelhantes a fogos de artifício e vidro quebrado, quando a multidão começou a correr e a cair, ferida, no chão. No momento do tiroteio, o cantor Jason Aldean estava se apresentando no palco, mas conseguiu escapar para o backstage em segurança.

Anteriormente, a informação era de que Paddock havia sido morto pela polícia, mas mais tarde o xerife Joe Lombardo declarou que o suspeito se matou antes dos policiais chegarem ao local.

De acordo com o site Gun Violence, cerca de 273 tiroteios grandes aconteceram somente este ano nos Estados Unidos.

Continua após a publicidade

Publicidade