Anitta sobre machismo: “Não devemos ser julgadas se decidimos ser sexies”

"Nós decidimos o que queremos ser na sociedade" - um lacre desses, bicho!

Por Da Redação Atualizado em 24 ago 2018, 12h27 - Publicado em 24 ago 2018, 12h26
anitta
Reprodução/Instagram

Se você acompanha a Anitta, sabe que ela mantém uma opinião forte contra o machismo. Por exemplo, a cantora já debateu com fã e com vereador que a compararam com uma garota de programa, questionou ator que disse que ela não seria “perfil para namorar”, e etc.

E, agora, em entrevista para Metro Mexico, a poderosa deixou claro que tenta, através de suas músicas, encorajar as mulheres a se sentirem livres : “Comecei fazendo música ousada para elas se sentissem livres. O Brasil é machista e conservador, não devemos ser julgadas se decidimos ser sexies ou se não temos namorado.”

anitta
Reprodução/Instagram

Ela disse: “Nossa sociedade é mais jovem que a da Europa e estamos avançando contra o machismo e em prol da igualdade. Acho que as cantoras estão projetando a voz da mulher independente, que tem coragem e força para falar. Busco transmitir, de maneira popular e divertida, uma mensagem de força para as mulheres, para que elas pensem que também têm controle sobre suas vidas”. Demais, né?

Ainda, para Ani, o comportamento machista pode acabar em breve: “Essas coisas são aprendidas em casa. Depois de três ou quatro gerações, esse pensamento vai mudar. [Enquanto crescia], escutei coisas diferentes das que minha mãe escutou, e meus filhos também escutarão outras coisas. Mas as pessoas não devem separar mais o que é papel de homem e de mulher. Nós decidimos o que queremos ser na sociedade.”

A gente torce mesmo para isso! Que orgulho ter essa mulher como ídola <3

Continua após a publicidade
Publicidade